PUBLICIDADE
Topo

Como Globo e Flamengo superaram "guerra fria" e fecharam acordo pontual

Siga o UOL Esporte no

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

15/03/2020 04h00

Classificação e Jogos

Na tarde de ontem (14), Globo e Flamengo confirmaram que fecharam um acordo para a exibição de dois jogos do clube no Campeonato Carioca, realizados sem torcida como reação à pandemia de coronavírus - o primeiro deles terminou com vitória de virada sobre a Portuguesa. Apesar dos recentes problemas entre as partes, a negociação foi fechada com velocidade.

Segundo apurou o UOL Esporte, o próprio clube procurou a emissora na noite de sexta-feira pedindo ajuda nesse momento excepcional. O Flamengo queria exibir apenas o seu jogo pela Fla TV, sua TV oficial, e precisava da autorização da Globo, que tem direito de transmissão dos clubes menores do Carioca.

A Globo rapidamente aceitou, mas pediu uma contrapartida: liberava o direito de forma gratuita, mas também gostaria de exibir a partida de alguma forma. O acordo previu apenas exibição pela internet e não pela TV, para a emissora não lucrar com a situação colocando a partida no SporTV ou no Premiere, por exemplo.

Com isso, o Flamengo também pediu suporte técnico para ter uma exibição de melhor qualidade em sua TV oficial, o que a Globo também aceitou. O clube e a emissora não vão cobrar nada pela exibição das partidas. Tudo foi cedido gratuitamente.

Caso o campeonato continue sem torcedores, Globo e Flamengo já deixaram encaminhado um novo acordo para outros jogos, inclusive clássicos. Tudo vai depender da evolução do assunto nos próximos dias.

Flamengo e Globo negociam desde o fim do ano passado uma renovação nos direitos de transmissão do Campeonato Carioca. O contrato havia se encerrado em 2019, e o clube pediu um valor bem mais alto do que a emissora pagou para os outros clubes do Rio.

Chamada de "guerra fria" nos bastidores, a disputa levou o Flamengo até a entrar na Justiça contra a Globo, alegando falta de cumprimento de cláusulas contratuais no Campeonato Brasileiro. Até mesmo um desabafo do apresentador Faustão, que criticou diretores do Fla por falta de apoio as vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, acabou fazendo parte, indiretamente, do imbróglio.

Caso este acordo excepcional não acontecesse, a Globo só iria exibir o Flamengo em alguma de suas plataformas novamente no fim do mês de abril, mais exatamente no dia 22 do próximo mês, quando o rubro-negro enfrentaria o Independiente Del Valle (EQU) pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

"Mais importante é apoiar os protocolos", diz Globo

Procurada para falar sobre o que pensa a respeito da manutenção de partidas por federações estaduais, a Globo afirmou que entende que o mais importante no momento é que todos apoiem os protocolos definidos pelas autoridades para combater a pandemia do Covid-19.

"A Globo acredita que o mais importante no momento é apoiar os protocolos definidos pelas autoridades para enfrentar a pandemia do Coronavírus. Estamos certos de que é comum a todos a preocupação maior com a saúde do que com eventuais perdas/ganhos financeiros", diz a emissora.

A Globo também informou que está pronta para fazer qualquer tipo de mudança em sua programação caso jogos sejam mantidos ou cancelados, avaliando cada situação pontualmente.

"As decisões serão tomadas caso a caso. Estamos acompanhando todos os desdobramentos do avanço da pandemia e estamos prontos para acomodar qualquer mudança ou cancelamento. Estamos seguindo as decisões das autoridades e dos organizadores dos eventos", afirma.

Flamengo