PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Suspensão de futebol no Brasil seria "um pouco precipitado", afirma CBF

Entidade não orienta suspensão de jogos no Brasil, mas secretário-geral Walter Feldman diz que estados têm autonomia - Bruno Freitas/UOL
Entidade não orienta suspensão de jogos no Brasil, mas secretário-geral Walter Feldman diz que estados têm autonomia Imagem: Bruno Freitas/UOL

Do UOL, em São Paulo

12/03/2020 19h22

A Copa do Brasil e os campeonatos estaduais não devem ser interrompidos neste momento em meio à pandemia internacional do novo coronavírus. É o que informou hoje o secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, em entrevista à ESPN Brasil.

Segundo Feldman, a manutenção da programação do futebol no Brasil se enquadra em uma diretriz do próprio ministério da Saúde. A suspensão do calendário, para ele, seria uma precipitação.

"É uma posição que vocês [imprensa] estão assumindo, que já deveríamos ter tomado um passo além do que as autoridades públicas estão tomando. Não é a orientação do ministério da Saúde o cancelamento de qualquer evento esportivo", disse Feldman. "Na nossa avaliação, seria um pouco precipitado da nossa parte tomar uma atitude além do que o ministério tem orientado."

Caso algum estado decida por conta própria suspender suas competições, o secretário-geral diz que a entidade não proibirá, já que as federações têm autonomia nesse sentido. "Os estados vivem realidades diferentes", argumentou.

Ainda de acordo com Feldman, as orientações passadas pelo ministério da Saúde à CBF têm sido repassadas a dirigentes e não necessariamente refletem medidas internacionais.

"Nós levamos de maneira adequada todas as orientações do ministério da Saúde, tudo tem sido passado para os dirigentes da CBF", disse. "Nesse momento, essas medidas tomadas no plano internacional não são necessárias no plano nacional."

Futebol