PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Juca: "Eu vou bater palmas porque o Luxemburgo corrigiu o time dele?"

Mauro Cezar ironiza Luxa por se dizer preparado pra seleção: "candidato 0"

UOL Esporte

Do UOL, em São Paulo

19/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras estreou o gramado sintético de seu estádio com vitória de virada sobre o Mirassol, por 3 a 1, pelo Campeonato Paulista. Mas o time só conseguiu fazer uma boa atuação depois das mudanças promovidas pelo técnico Vanderlei Luxemburgo durante o jogo.

No segundo bloco do podcast Posse de Bola #20, Juca Kfouri critica a insistência do técnico do Palmeiras com Lucas Lima de titular e questiona Luxemburgo por não escalar o time diferente já no início da partida.

"Pega o Palmeiras, com o nível de investimento do Palmeiras, sexto jogo, nada. Aí o Luxemburgo volta para o segundo tempo com o Raphael [Veiga]. E tira o Lucas Lima, que ele insiste. 'Nossa, o dedo do Luxa'. O cara erra na escalação, todo mundo sabe que não adianta, é a mesma coisa, a insistência com o Pato, a insistência com o Pablo e a insistência com o Lucas Lima. Aí corrige. Então, eu vou bater palmas por que ele corrigiu o time dele? Por que não começou com esse time? Tem que tomar o susto que tomou do Mirassol?", pergunta Juca.

Arnaldo Ribeiro, que já havia citado nos primeiros jogos o Palmeiras como time de segundo tempo, elogia a parte física do time, credita as melhoras durante os jogos ao elenco que o clube tem e também a jogadores com personalidade, como Felipe Melo e Gustavo Gomez.

"Ele erra no início, mas acho que tem uma questão física interessante porque é um time que termina o jogo no ápice. Todas as partidas, todos os segundos tempos do Palmeiras são bons porque acho também que tem um banco bom, do mesmo nível do time titular, então você pode fazer algumas trocas. Me impressiona também que o Palmeiras vai lá e consegue o resultado também pelo perfil dos seus jogadores", afirma Arnaldo.

"O Palmeiras tem alguns jogadores que se impõem e comandam o jogo, eu não vejo isso no São Paulo e vejo isso discretamente no Corinthians. O Felipe Melo notoriamente é, esse Gustavo Gomez também é, e eles intimidam o adversário, o árbitro, eles levam o jogo. Se a coisa está adversa, eles viram psicologicamente o jogo. E foi assim que aconteceu contra o Mirassol, estava péssimo e os caras vão lá e vão no limite do cartão amarelo e vai falando, vai berrando, isso faz diferença no futebol também", completa o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol