PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Guaraní é um adversário duro para o Corinthians, diz André Rizek

André Rizek durante o programa "Seleção SporTV" - Reprodução/SporTV
André Rizek durante o programa "Seleção SporTV" Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/02/2020 15h49

Precisando de uma vitória por dois ou mais gols de diferença para seguir na fase preliminar da Libertadores, o Corinthians, segundo André Rizek, terá um 'adversário duro' nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena. Recordando, durante o Seleção SporTV de hoje, a eliminação para o Tolima (COL) em 2011, o apresentador afirmou que o Guaraní, do Paraguai, não será um rival fácil de ser batido.

"A comparação é muito diferente, porque o Corinthians estava entre os principais elencos do Brasil quando perde do Tolima, tinha jogadores como Ronaldo e Roberto Carlos na equipe. A pressão era muito maior, o vexame de cair era muito maior. Hoje, quando eu falo que o Guaraní é um adversário duro, é um adversário duro para a realidade do Corinthians", disse Rizek.

"Acho que o Flamengo atropelaria o Guaraní em dois jogos, passaria sem susto. Acho que o Grêmio também não teria grandes dificuldades. O Palmeiras não teria grandes dificuldades. O Corinthians, neste estágio da temporada, com um elenco muito mais modesto, ele está muito mais próximo do Guaraní do que esses rivais. Então, para o Corinthians, o Guaraní é um rival muito duro", completou o apresentador.

Sobre as chances de título do alvinegro na temporada, Rizek acredita que o Corinthians, pelas 'limitações do elenco', deve focar nas Copas. Dessa forma, uma eliminação nesta noite seria 'horrível' para o time de Tiago Nunes.

"Eu acho impossível, com esse elenco, o Corinthians pensar em título brasileiro, por exemplo. Num campeonato de 38 rodadas, competir com Flamengo, Palmeiras, Grêmio. Esquece. Então, o ano do Corinthians são as Copas, pelas limitações de elenco que tem. Então, cair na principal Copa tão precocemente é horrível, mas eu acho que não dá nem para especular sobre futuro do Tiago (Nunes, técnico do Corinthians), porque está começando agora o trabalho, e num elenco deveras limitado", opinou.

UOL Esporte vê TV