PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians perde na estreia da Libertadores e vê 'fantasma paraguaio' vivo

Atletas do Guaraní celebram gol marcado contra o Corinthians na Libertadores - Jorge Adorno/Reuters
Atletas do Guaraní celebram gol marcado contra o Corinthians na Libertadores Imagem: Jorge Adorno/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/02/2020 23h22

O Corinthians perdeu para o Guaraní, do Paraguai, por 1 a 0, hoje (5), às 21h30 (de Brasília), no estádio La Olla Azulgrana, do Cerro Porteño, pela segunda fase da Copa Libertadores da América 2020, conhecida no Brasil como "pré-Libertadores". O time brasileiro mostrou bom futebol, pressionou o adversário em grande parte do jogo, principalmente no primeiro tempo, mas sofreu o gol logo no início, aos sete minutos, em uma pequena e rara pressão dos paraguaios na partida.

No gol paraguaio, Morel desviou, sozinho, na frente de Cássio, após Sidcley errar a "linha de impedimento" no cruzamento em cobrança de falta. O resultado mantém o "fantasma paraguaio" vivo, já que o Guaraní eliminou o Corinthians de Tite e companhia nas oitavas de final da Libertadores de 2015 com duas vitórias: 2 a 0 no Paraguai e 1 a 0 na Arena Corinthians.

Corinthians e Guaraní realizam o jogo de volta na próxima quarta-feira (12), às 21h30 (de Brasília), na Arena de Itaquera. Antes disso, o time de Parque São Jorge encara a Inter de Limeira, às 16h (de Brasília), também na Arena, pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

O melhor: Cantillo é o 'maestro' do time

O volante Victor Cantillo mantém o desempenho que arranca elogios de todos a cada jogo. O colombiano armou a maioria de jogadas do time, inclusive, deixando os companheiros na 'cara do gol'.

O pior: Sidcley em outra 'sintonia'

Sidcley - Jorge Adorno/Reuters - Jorge Adorno/Reuters
Imagem: Jorge Adorno/Reuters

Sidcley mostra estar em outra 'rotação' do time. O lateral-esquerdo tomou bola nas costas, não acompanhava a velocidade do time, errou muitos passes e ainda 'quebrou a linha de impedimento' no gol do Guaraní, deixando o adversário em posição legal para fazer o gol.

Luan acorda, mas não brilha

O meia Luan, que brilhou na Flórida Cup, mas soma atuações apagadas no Campeonato Paulista, fez um bom primeiro tempo - até evoluiu se comparar ao seu desempenho no Campeonato Paulista. O camisa 7 'apareceu' algumas vezes para ajudar Cantillo na armação do time e teve sucesso em diversas jogadas individuais e controle de bola na primeira etapa. Mas, o meia não brilhou com assistência e gols e 'sumiu' no segundo tempo. Luan ainda cobrou falta da entrada da área na barreira.

Cronologia do jogo

O Corinthians sofreu uma pequena pressão nos 10 minutos iniciais, pressão suficiente para levar o gol. Aos sete minutos, Ivan Ramírez driblou Luan em jogada ensaiada em cobrança de falta e cruzou para Morel, livre, abrir o placar. O lateral Sidcley concedeu 'posição legal' errando na linha de impedimento. Após o gol, o Corinthians começou a dominar o jogo e, somente no primeiro tempo, perdeu três oportunidades de empatar - duas delas na 'cara do gol', com Boselli acertando a trave, e Everaldo finalizando em cima do goleiro após belo lançamento de Cantillo, que deixou o camisa 15, sozinho, na entrada da pequena área. No segundo tempo, o Corinthians manteve o domínio do jogo, mas teve menos oportunidades de gols comparado a primeira etapa. Tiago Nunes fez três alterações: colocou Piton, Mateus Vital e Madson, mas não viu o time criar muitas jogadas. Em alguns lances de gol, o time errou a pontaria. A melhor chance saiu dos pés de Piton em chute forte da entrada da área.

Corinthians reclama da arbitragem

Coirinthians - Jorge Adorno/Reuters - Jorge Adorno/Reuters
Imagem: Jorge Adorno/Reuters

O Corinthians reclamou bastante da arbitragem por conta do gol do Guaraní. Isso porque, antes da falta do Guaraní que originou o gol, os corintianos alegam que Boselli sofreu falta dura e o juiz mandou seguir o lance. Na sequência, o jogador paraguaio foi derrubado, e o árbitro marcou a falta. Na cobrança desta infração saiu o gol do Guaraní aos sete minutos.

Tiago Nunes faz alteração dupla

Tiago Nunes - Jorge Adorno/Reuters - Jorge Adorno/Reuters
Imagem: Jorge Adorno/Reuters

Em busca do empate, o técnico Tiago Nunes fez uma alteração dupla logo no início do segundo tempo, aos 13 minutos. O treinador colocou Lucas Piton no lugar de Sidcley, e Mateus Vital na vaga de Everaldo. Piton melhorou o lado esquerdo, participando muito da 'marcação alta' e na armação de jogadas. Mateus Vital, por sua vez, abusou das jogadas por dentro, mesmo atuando aberto do lado esquerdo. Em algumas jogadas, ele se equivocou em finalizações e enfiadas de bola. Na reta final do jogo, Tiago ainda colocou Madson no lugar de Janderson. A correria continuou do lado direito, mas nenhum dos dois jovens realizou jogadas precisas.

FICHA TÉCNICA

GUARANÍ-PAR 1 X 0 CORINTHIANS

Data e horário: 5 de fevereiro de 2020, às 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio La Nueva Olla, em Assunção (Paraguai)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Luis Murillo e Alberto Ponte (VEN)

Gol: Morel aos sete minutos do primeiro tempo (Guaraní)

Cartões amarelos: Guillermo Benítez e Morel (Guaraní); Love e Camacho (Corinthians)

GUARANÍ-PAR: Servio; Ivan, Javier Báez, Romaña e Guillermo Benítez; Redes, Florentín (Barrientos), Morel e Ángel Benítez; Edgar Benítez (Maná) e Fernando Fernandez (Raúl Bobadilla)
Técnico: Francisco Burgo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley (Piton); Camacho, Cantillo e Luan; Janderson (Madson), Everaldo (Mateus Vital) e Boselli
Técnico: Tiago Nunes

Errata: o texto foi atualizado
Vágner Love levou um cartão amarelo no primeiro tempo, enquanto estava no banco de reservas. O fato não constava, inicialmente, na ficha de jogo. O erro foi corrigido.

Futebol