PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter enviará reclamação à Conmebol após confusão em jogo no Chile

Jogadores do Inter efnrentavam Universidad de Chile até partida ser paralisada por cerca de dois minutos em Santiago - REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX
Jogadores do Inter efnrentavam Universidad de Chile até partida ser paralisada por cerca de dois minutos em Santiago Imagem: REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX

Do UOL, em Porto Alegre

04/02/2020 21h14

O Internacional enviará um ofício a Conmebol citando a confusão durante o empate em 0 a 0 contra a Universidad de Chile, hoje (04), em jogo de ida da fase preliminar da Libertadores. Durante o jogo houve um princípio de incêndio, brigas com a polícia nas arquibancadas e até invasão da pista atlética ao redor do campo.

"O Internacional não vai ficar alheio ao que aconteceu. Em que pese tenhamos a informação que a transmissão da televisão não mostrou nada, estas coisas aconteceram, todos viram e vamos registrar perante a Conmebol", disse o vice de futebol Alessandro Barcelos.

O Colorado não irá sugerir punição, mas manifestará seu descontentamento pela falta de segurança para a partida, que ficou parada por menos de três minutos mesmo com todo caos nas arquibancadas.

Inter - REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX - REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX
Imagem: REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX

"Somos um clube responsável, todos os jogos que fazemos no Beira-Rio, a segurança sempre é nossa principal preocupação. E tem que ser para todos. A decisão sobre o que fazer é da Conmebol", disse.

Não é a ideia do Inter avançar com WO, temor da Universidad de Chile antes da partida. Mas a ideia é registrar o ocorrido para que casos como este não se repitam. Antes mesmo da partida o Colorado já havia enviado um ofício à entidade pedindo segurança.

La U - REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX - REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX
Imagem: REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX

"Que a Conmebol tenha ciência que o Inter não concorda com isso. Já manifestamos isso desde o começo, em vários momentos nosso goleiro precisou olhar para trás para ver se não estavam sendo arremessados objetos. É claro que, dentro do regulamento, a Conmebol fará o que for necessário, punição, multa, mas nosso papel é registrar para que isso não se repita. O torneio está começando, teremos situações e jogos na América do Sul inteira. Isso não pode virar moda. Não podemos ir jogar em qualquer estádio preocupados com a segurança" referiu o dirigente.

O Internacional empatou em 0 a 0 com a Universidad de Chile, em Santiago. O jogo de volta será na próxima terça-feira, dia 11, em Porto Alegre.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS DA ESTREIA DO INTER

Gols UOL Esporte

Internacional