PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Inter fica com um a mais, pressiona, mas só empata com La U na estreia

Do UOL, em Porto Alegre

04/02/2020 19h54

Classificação e Jogos

O Internacional ficou com um jogador a mais por aproximadamente 20 minutos, pressionou, rondou a área, mas não conseguiu marcar. Hoje (04), empatou em 0 a 0 com a Universidad de Chile em jogo de ida da fase preliminar da Libertadores, abrindo a campanha dos brasileiros pelo torneio continental. O resultado deixa a eliminatória indefinida.

Velho conhecido do futebol brasileiro, Montillo foi expulso após cometer falta violenta quando já tinha o amarelo. Em vantagem numérica, o técnico Eduardo Coudet empilhou jogadores ofensivos, mas o gol não saiu.

O jogo de volta está marcado para dia 11, no Beira-Rio. Quem vencer estará classificado para enfrentar o vencedor do duelo entre Macará e Tolima, pela última eliminatória antes da fase de grupos. Em caso de empate sem gols, a decisão será nos pênaltis. Qualquer empate com gols leva os chilenos adiante em razão do saldo qualificado.

Foi bem: Musto impõe respeito

Uma das encomendas de Coudet no mercado da bola, o volante Damián Musto impôs respeito à frente da zaga do Inter. Com chegadas providenciais e saída de qualidade, foi destaque enquanto esteve em campo.

Foi mal: Montillo é expulso por falta violenta

A Universidad de Chile já gostava do jogo no segundo tempo, criava chances e conseguia ameaçar o gol de Marcelo Lomba. Mas Montillo perdeu a cabeça, cometeu uma falta dura em Moisés e recebeu o segundo amarelo, e consequentemente o vermelho. Expulso, o meia deixou seu time com menos poder de ataque. Além disso, está suspenso do jogo de volta.

Guerrero tem chances, mas sofre com Carrasco

Paolo Guerrero foi preservado da maioria dos jogos no início da temporada. Tudo para ter condições de estar em campo hoje no Chile. O peruano recebeu ao menos duas vezes em condições de marcar no primeiro tempo. Na segunda etapa, recebeu ótimo cruzamento de Marcos Guilherme, mas não conseguiu concluir.

La U sofre, mas se estabiliza graças a Beausejour

A Universidad de Chile começou a partida sofrendo. Sem conseguir encaixar a marcação contra o Inter, viu o time brasileiro criar oportunidades. Mas, graças à boa atuação do polivalente e experiente Beausejour, a equipe local se estabilizou. Foi o lateral esquerdo que, com avanços inteligentes ao campo de ataque, passou a criar os caminhos para conclusão da equipe. Larrivey foi quem mais perto esteve de marcar, mas colocou para fora. No segundo tempo, os chilenos seguiram criando pelos lados e assustando em cruzamentos. Marcelo Lomba fez uma grande defesa no início da etapa final. Mas depois da expulsão de Montillo, apenas o contra-ataque foi arma.

Inter cria pelos lados, troca passes e é seguro

O Internacional esteve seguro em campo. Trocou passes, mostrou todas as características que têm apresentado com Eduardo Coudet no comando. Conseguiu até criar uma boa chance de gol, desperdiçada por Edenilson. Comandou as ações da partida, principalmente no início do jogo, mas deu espaços com o decorrer da partida e foi ameaçado principalmente na bola aérea. A partir da expulsão de Montillo, Eduardo Coudet resolveu atacar. Colocou Marcos Guilherme, Thiago Galhardo, sacou volantes e buscou o resultado.

Protestos em faixas, e confusão

REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX
Imagem: REUTERS/Edgard Garrido ORG XMIT: AIMEX

Com duas faixas, os torcedores da Universidad de Chile protestaram contra o presidente do país, Sebástian Piñera. Houve gritos de "assassino" e pedidos por sua renúncia entre os aficionados. Do lado de fora, foram relatados confrontos duros entre torcedores e a polícia local. No segundo tempo, a partida chegou a ser paralisada em razão do conflito entre torcedores e policiais nas arquibancadas, com invasão de campo, inclusive, e até mesmo um princípio de incêndio.

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD DE CHILE 0 X 0 INTERNACIONAL

Data: 04/02/2020 (Terça-feira)
Local: estádio Nacional, em Santiago (Chile)
Árbitro: Facundo Tello (ARG)
Auxiliares: Julio Fernandes e Ezequiel Brailovski (ambos argentinos)
Cartões amarelos: Musto, Marcos Guilherme (INT); Larrivey, Montillo, De Paul (LAU)
Cartões vermelhos: Montillo (LAU)

UNIVERSIDAD DE CHILE
De Paul; Matías Rodríguez, Carrasco, Del Pino Mago e Beausejour; Moya, Galani, Pablo Aránguiz (Cornejo) e Montillo; Henríquez (Espinoza) e Larrivey (Guerra).
Técnico: Hernán Caputto.

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Rodinei (Boschilia), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Moisés; Musto (Thiago Galhardo), Rodrigo Lindoso, Edenilson e Patrick (Marcos Guilherme); D'Alessandro e Paolo Guerrero.
Técnico: Eduardo Coudet

Futebol