PUBLICIDADE
Topo

Grêmio faz acordo e acerta rescisão de contrato de Diego Tardelli

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

16/01/2020 10h30Atualizada em 16/01/2020 12h56

O Grêmio anunciou hoje (16) a rescisão de contrato do atacante Diego Tardelli. Fora dos planos desde o final do ano passado, o jogador procurou o clube gaúcho e negociou termos para encerrar o vínculo que ia até o final do ano que vem. A partir de agora, o atacante está livre no mercado da bola e espera ofertas para avaliar onde jogará em 2020.

Aos 34 anos, Tardelli estava no Grêmio desde fevereiro de 2019 e já havia conversado com os dirigentes gaúchos sobre rescisão, conforme revelou o UOL Esporte. O acordo para encerrar o vínculo foi selado em reunião que invadiu a madrugada de quinta.

Grêmio e o estafe do jogador fecharam cláusula de confidencialidade sobre os termos, mas reconhecem que houve acerto sobre valores.

Do lado do Grêmio, o clube pedia compensação de cerca de R$ 5 milhões para liberar Tardelli. Por parte do jogador, ainda havia contrato pela frente com salário que podia chegar a R$ 1,2 milhão graças a gatilhos.

Tardelli voltou ao Brasil depois de quase cinco anos na China. No início do ano passado, ao deixar o Shandong Luneng, ele foi um pedido de Renato Gaúcho para aumentar o poder de fogo no elenco gremista. O desempenho, contudo, ficou bem abaixo do esperado.

Em 47 jogos pelo Grêmio, Diego Tardelli marcou apenas sete gols.

Em meio à temporada, o atacante chegou a ser cobrado publicamente e depois ganhou sequência como titular. Em nenhum momento esteve perto de assumir a posição definitivamente. Ao fim da temporada, o presidente Romildo Bolzan Júnior afirmou que Tardelli pediu para ir embora. O clube gaúcho já havia avisado que não iria se opor à saída.

Grêmio