PUBLICIDADE
Topo

Botafogo deixará de ganhar verba milionária por ficar fora da Sul-Americana

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

09/12/2019 04h00

O Botafogo precisava secar o Fluminense e fazer o dever de casa contra o Ceará. Mas nada deu certo. O Tricolor bateu o Corinthians em São Paulo, e o Glorioso apenas empatou no Nilton Santos. Com o resultado, o clube terminou o Campeonato Brasileiro fora da zona de classificação para a Copa Sul-Americana e deixará de ganhar um dinheiro relevante.

A 15ª colocação assegura uma premiação de R$ 11,9 milhões, R$ 900 mil a menos do que o clube ganharia se tivesse ultrapassado o Fluminense e ficado em 14º. Além disso, o Botafogo já deixa de ganhar a quantia paga pela Conmebol por fase disputada na Sul-Americana. Na primeira fase, seria mais R$ 1,2 milhão.

Portanto, o Botafogo deixa de ganhar, de cara, R$ 2,1 milhões. Essa quantia pode ficar ainda maior dependendo do desempenho do time na Sul-Americana. Em 2019, o Alvinegro chegou até as oitavas de final e faturou R$ 4,7 milhões. Em 2020, o clube disputará somente Carioca, Brasileirão e Copa do Brasil.

"Tínhamos dois objetivos: permanência na Série A e depois uma coisa melhor, que era a Sul-Americana. Infelizmente, ela não veio pelo nosso resultado e também pelo Fluminense ter vencido o Corinthians", disse o técnico Alberto Valentim.

O fracasso na briga pela Sul-Americana irritou bastante a diretoria, mesmo com o alívio pela permanência na primeira divisão. A expectativa é que haja uma grande reformulação no elenco para 2020. Mais do que isso, os medalhões devem perder cada vez mais espaço.

Até mesmo o projeto de se transformar em clube-empresa fica prejudicado. A exposição da marca em um torneio internacional ajudaria ainda mais a atrair investidores, mesmo sabendo que isso está longe de ser uma prioridade para eles.

Botafogo