Topo

Fla supera Botafogo com gol no fim e mantém oito pontos na liderança

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/11/2019 22h01

O Flamengo sofreu, mas venceu o Botafogo por 1 a 0 e manteve a diferença na liderança para o Palmeiras em oito pontos. O Rubro-Negro teve um jogador a mais durante todo o segundo tempo após a expulsão de Luiz Fernando e só conseguiu superar o Alvinegro nos minutos finais. O garoto Lincoln marcou o gol da vitória.

O resultado foi importante para o Flamengo, que não permitiu o Palmeiras encostar na liderança após vitória sobre o Vasco na última quarta, em São Januário. O time de Jorge Jesus chega aos 74 pontos e volta a campo no domingo, quando recebe o Bahia, no Maracanã.

O Botafogo, por sua vez, vê rodada muito ruim. Com 33 pontos, o Alvinegro foi superado por tanto pelo Ceará e como pelo Fluminense e termina a 31ª rodada na zona de rebaixamento. O Alvinegro volta a campo na segunda, quando receberá o Avaí, no Nilton Santos.

Botafogo faz pressão, mas para em Diego Alves

Jogando no Nilton Santos e com sua torcida em maioria, o Botafogo mostrou uma pegada que não vinha sendo vista nos últimos jogos. Com marcação forte, o time criava boas oportunidades com contragolpes após roubadas de bola. Igor Cássio quase abriu o placar após aproveitar cruzamento da direita. Ele driblou Rodrigo Caio e finalizou em cima de Diego Alves.

Fla responde com Bruno Henrique

O Flamengo, por sua vez, não mostrava a mesma inspiração de todo o campeonato. Mesmo sem apresentar um futebol envolvente, o time não deixava de ser perigoso. E Bruno Henrique era sempre uma grande opção. Com muita velocidade, o atacante criava oportunidades e dava muito trabalho à defesa do Botafogo.

Luiz Fernando é travado no último segundo

Por característica, o Botafogo tem criado pouco no Brasileiro. Contra o Flamengo, no entanto, duas chances claras de gol foram geradas. Luiz Fernando teve a melhor delas. O apoiador recebeu na entrada da área e driblou Rodrigo Caio. No momento em que faria o gol, o espanhol Pablo Marí deu carrinho salvador e impediu o primeiro.

Fla cresce e toma conta no fim do 1º tempo

A partir dos 35min do primeiro tempo, o Flamengo cresceu e passou a jogar um futebol mais parecido ao que seu torcedor se acostumou neste campeonato. Com muita troca de passes e virada de jogo, o Rubro-Negro encurralou o Botafogo e ficou mais próximo de abrir o placar. Os donos da casa se seguraram e levaram o empate para o intervalo.

Luiz Fernando é expulso e deixa gramado chorando

O segundo tempo iniciou bastante pegado e um fato mudou o rumo da partida. Aos 8min, Luiz Fernando errou passe no ataque e aramou contra-ataque. Ele tentou marcar o adversário e cometeu falta. Levou segundo amarelo e foi expulso. No mesmo momento passou a chorar copiosamente até deixar o gramado.

Sem desafogo, Botafogo é encurralado

Com menos um em campo, o Botafogo ficou ainda mais defensivo. Luiz Fernando fazia boa partida e era boa opção para desafogar o time. Sem ele, o time viu o adversário dominar completamente o jogo e pressionar em busca da vitória.

Gatito impede gol do Fla com milagre

O Flamengo quase abriu o placar em jogada ensaiada. Rodrigo Caio cabeceou para dentro da área e viu Pablo Marí completar de dentro da pequena área. Gatito Fernández mostrou reflexo absurdo e fez a defesa.

Lincoln entra e marca no fim

O Flamengo martelou o Botafogo até os minutos finais em busca da vitória. Lincoln, que havia entrado no segundo tempo, foi o responsável por dar mais três pontos ao time. Ele fechou no primeiro pau e aproveitou cruzamento de Bruno Henrique para estufar as redes.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 0 X 1 FLAMENGO

Data e hora: 07/11/2019, às 20h (horário de Brasília)
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves e Lúcio Beiersdorf (RS)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelo: Fernando, Joel Carli, Gabriel e Luiz Fernando (BOT) Rafinha e Pablo marí (FLA)
Cartão vermelho: Luiz Fernando (BOT)
Gols: Lincoln, aos 43min do segundo tempo;

BOTAFOGO: Gatito; Fernando, Carli, Gabriel e Yuri; João Paulo, Cícero e Alex Santana (Jean); Luiz Fernando, Leo Valência (Lucas Barros) e Igor Cássio (Victor Rangel). Técnico: Alberto Valentim

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Marí e Renê; Arão, Gerson (Lucas Silva), Everton Ribeiro e Vitinho (Lincoln); Bruno Henrique e Gabigol (Piris da Mota). Técnico: Jorge Jesus

Botafogo