Topo

Jesus exalta goleada sobre o Corinthians: "Voltamos a jogar como Flamengo"

Do UOL, no Rio de Janeiro

03/11/2019 19h34

O Flamengo voltou a vencer e convencer no Campeonato Brasileiro. Líder incontestável da competição, o Rubro-negro não tomou conhecimento do Corinthians no Maracanã e aplicou goleada por 4 a 1. A boa atuação da equipe foi elogiada pelo comandante Jorge Jesus, que viu na performance dos jogadores um reencontro com a essência do clube e com sua visão de futebol.

"Mais uma vitória com muita qualidade. Voltamos a jogar como Flamengo. Fizemos o que habitualmente fazemos durante a semana e transportamos para o jogo. Jogamos contra um rival forte, que ainda não tinha sofrido quatro gols. O Flamengo foi lúcido, sabia que a qualquer momento poderia marcar. A equipe jogou bem. Mesmo cansada, ela não cansa", opinou.

O resultado fez o Fla manter sua vantagem de oito pontos sobre o vice-líder Palmeiras, que também venceu na rodada. A equipe de Jesus é favoritíssima para vencer a competição, tanto que o comparativo tem sido com o melhor time da história do clube, do início da década de 1980, quando o Rubro-negro se sagrou campeão mundial. O português admitiu se inspirar em Zico e companhia, mas manteve os pés no chão: ainda não há nada ganho.

"Serve de inspiração, óbvio. Não podemos esquecer a história do Flamengo. Estarmos tentando fazer melhor do que quem fez história é um bom sinal. Mas eles fizeram história e fazem parte da história, foram campeões. Nós estamos fazendo história, mas ainda não ganhamos nada", declarou.

Quem também mereceu elogios na partida foi o atacante Bruno Henrique, autor de três gols na goleada. Sem Gabigol, suspenso, o camisa 27 assumiu o protagonismo e foi decisivo mais uma vez. Nada que surpreenda o treinador.

"O Bruno Henrique é um jogador completo. Tem muito talento e tem uma coisa importante para um grande jogador. É muito humilde, trabalha para o time. A maior parte dos atacantes só gosta de jogar com a bola. E o Bruno não é assim. Um jogador completo. Veja como ele jogava e como ele passou a jogar depois que cheguei aqui. Agora é fácil falar, é um jogador de seleção. Mas tem que ver o que fez ele chegar lá", disse.

Além dele, Gérson também foi festejado. Jorge Jesus, mais uma vez, defendeu a convocação do meia para a seleção brasileira, o que Casagrande também fez na transmissão do jogo para a TV Globo.

"É outro grande jogador. Acho que é outro que vai fácil para a Seleção. Ninguém sabia, mas agora é fácil. Temos uma forma de trabalhar que o ajuda. Fez um grande jogo, não vinha bem nos últimos jogos. Contra o Goiás o tirei um pouco para encher um pulmão".

Com 71 pontos, o Flamengo se aproxima cada vez mais do seu sétimo título brasileiro. A equipe agora se prepara para o clássico com o Botafogo, na quinta (7), às 20h, no Estádio Nilton Santos.

Flamengo