Topo

Futebol


Conmebol suspende rodada da Libertadores Feminina por falta de segurança

Corinthians comemora gol diante da Ferroviária - Bruno Teixeira / Agência Corinthians
Corinthians comemora gol diante da Ferroviária Imagem: Bruno Teixeira / Agência Corinthians

Do UOL, em São Paulo

12/10/2019 15h21

A Conmebol emitiu uma nota oficial informando que a rodada de hoje da Copa Libertadores Feminina será adiada por falta de segurança. Quito, a cidade-sede do torneio, está passando por um momento político de turbulência. O Corinthians, um dos representantes brasileiros na Copa, estrearia contra o Ñañas.

No comunicado, a confederação alega que as autoridades locais e a Federação Equatoriana não garantiram a segurança do evento. Há alguns dias, em outra nota oficial, a Conmebol garantiu a realização da competição, mesmo com todo o conflito na capital do Equador. O campeonato local de futebol masculino, no entanto, foi suspenso.

Diante da situação complicada, o governo do Equador decretou na tarde deste sábado (12) toque de recolher na capital. O presidente equatoriano, Lenín Moreno, escreveu em seu Twitter oficial que a medida "facilitará a atuação das forcas públicas frente aos intoleráveis excessos de violência".

As partidas de hoje serão reprogramadas. Além do jogo do Corinthians, mais três seriam realizados: o Santiago Morning enfrentaria o UAI Urquiza, o Independiente Medelín se encontraria com o Majes e o Libertad-Limpeño disputaria a vitória com o América de Cali.

Ontem (11) a Ferroviária, o outro representante brasileiro na Libertadores, estreou com goleada: 10 a 1 diante do Mundo Futuro.

Futebol