Topo

Organizada do Fla é banida por 3 anos por morte com espeto de churrasco

Organizada do Flamengo foi banida dos estádios - AP Photo/Silvia Izquierdo
Organizada do Flamengo foi banida dos estádios Imagem: AP Photo/Silvia Izquierdo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

12/09/2019 13h40

Após a Justiça do Rio determinar o banimento por um ano da Young Flu, organizada do Fluminense, as autoridades adotaram a mesma medida com a Jovem do Flamengo, que foi afastada por três anos e está impedida de frequentar estádios em todo território nacional.

A decisão para a punição foi baseada no artigo 39 do Estatuto do Torcedor, que afirma: "a torcida organizada que, em evento esportivo, promover tumulto; praticar ou incitar a violência; ou invadir local restrito aos competidores, árbitros, fiscais, dirigentes, organizadores ou jornalistas será impedida, assim como seus associados ou membros, de comparecer a eventos esportivos pelo prazo de até 3 anos".

O juiz Bruno Monteiro Ruliere se baseou no episódio que resultou na morte do torcedor do Botafogo Diego Silva dos Santos, em 2017, que foi espancado e assassinado com golpes de espeto de churrasco. Também foram punidos individualmente Adonai Dias dos Santos, Rogério Silva Guinard, Rafael Silveira Camelo, Vitor Portêncio, Herbert Sabino de Paula, Wallace Costa Mota e Rafael Maggio Afonso.

Rulieri fixou multa de R$ 50 mil por evento em caso de descumprimento. Em sua sentença, Rulieri, titular do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, listou outras confusões nas quais a facção rubro-negra foi protagonista. O grupo já estava afastado, mas o tempo passa a ser recontado a partir de agora, visto que as decisões foram reiteradamente desrespeitadas.

Flamengo