Topo

Muriel rebate críticas e defende técnico do Flu: "Estamos com o Oswaldo"

Muriel defendeu Oswaldo de críticas e afirmou que elenco do Flu está "fechado" com o técnico - Lucas Merçon/Fluminense FC
Muriel defendeu Oswaldo de críticas e afirmou que elenco do Flu está "fechado" com o técnico Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/09/2019 13h33

Em situação delicada no Campeonato Brasileiro, o Fluminense vive dias de tensão. Nesta quarta-feira (4) no CT da Barra da Tijuca, Muriel atendeu os jornalistas em coletiva após o treino. E o goleiro saiu em defesa do técnico Oswaldo de Oliveira, criticado pela torcida na derrota para o Avaí.

"Posso falar 100% por mim e pelos meus companheiros que estamos com o Oswaldo. Ele tem o nosso apoio. Se a gente tivesse ganho o último jogo, não teria esse tipo de matéria. É fruto dos resultados. O quanto antes ganhar, vamos reverter isso. Só vai acontecer com bons resultados. Para isso, temos que continuar trabalhando", declarou o jogador.

Muriel também preferiu não remoer acontecimentos dos últimos dias. O goleiro lembrou que Oswaldo tem pouco tempo no comando do Flu.

"Cada treinador tem a sua característica. Não vamos falar do que passou. O Oswaldo tem um currículo grandioso, mas tivemos pouco tempo para adaptar. Ele teve apenas dois jogos a frente e fez o papel como treinador, mas o resultado não veio. É muito detalhista, valoriza cada bola parada, cada lateral para tirarmos proveito de tudo. Ele tem o nosso respeito e precisa de tempo para implementar a filosofia dele. Estamos correndo para absorver tudo e conseguir colocar em prática", disse.

O jogador acredita que a ansiedade causada pelo momento ruim seja a raiz do problema para o Tricolor, que não tem aproveitado as chances de gol que cria. Por isso, defendeu que o pensamento seja jogo a jogo.

"A gente tem que controlar a ansiedade. Não podemos deixar que o momento de dificuldade faça a gente deixar de acreditar. Seja qual for o momento no campeonato, é o jogo a jogo que vai fazer a diferença. Se pensarmos nos próximos 10 jogos, vamos perder o foco. Temos feito bons jogos, mas um detalhe ou outro não está pesando a nosso favor".

Outro a ser defendido por Muriel foi o meia Ganso, que saiu de campo vaiado no segundo tempo da partida de segunda-feira (2).

"Fico triste pelo jogador, sabemos como ele se esforça. O torcedor cobra de quem ele vê que tem potencial. E o Ganso é um craque, todos sabem. Vemos ele se esforçando no dia a dia. O torcedor é passional, quer incentivar, fazer a diferença, mas acaba ficando frustrado. No próximo jogo temos a oportunidade de reverter isso. O Ganso tem o nosso apoio, estamos juntos nisso", opinou.

Sobre as chances de rebaixamento, que chegam a 72% de acordo com matemáticos, o goleiro afirmou que o elenco não se deixa afetar por isso e pretende mudar a história do Fluminense na competição.

"Eu não sabia, fui informado agora. Algumas coisas leio, mas isso não tinha visto. Esses números são baseados no que a gente fez até aqui. Temos a oportunidade de mudar a nossa história, é uma folha em branco. Nenhum cálculo vai mudar o que podemos fazer em campo. Temos continuar o que fazemos bem e melhorar o que tem que ser corrigido. Quando emplacarmos uma sequência de vitórias, esses números mudam. Vamos jogo a jogo. O próximo é uma decisão".

No sábado (7), às 17h, o Fluminense enfrenta o Fortaleza, fora de casa, no Castelão. A equipe tricolor precisa de uma vitória para respirar no Brasileirão, já que está na 18ª posição com apenas 12 pontos, seis atrás do Cruzeiro, primeira equipe fora da zona de rebaixamento.