Topo

Ganso é intimado por oficial de justiça. Mãe da filha quer rever pensão

Paulo Henrique Ganso, durante partida entre Fluminense e Corinthians - Daniel Vorley/AGIF
Paulo Henrique Ganso, durante partida entre Fluminense e Corinthians Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Caio Blois, Gabriel Carneiro, Pedro Ivo Almeida e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

23/08/2019 00h18

O meia Paulo Henrique Ganso foi intimado por um oficial de justiça após o empate sem gols entre Fluminense e Corinthians, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, na Arena Corinthians. O jogador do Tricolor se limitou a dizer a pessoas próximas presentes que a questão era um "assunto pessoal".

O UOL Esporte apurou que trata-se de uma notificação judicial de um processo movido por Victoria Lopes de Almeida, mãe da filha mais velha do jogador. A mulher com quem Ganso teve um breve relacionamento solicita uma revisão da pensão paga pelo pai a sua primogênita de 7 anos.

Ainda segundo apurou a reportagem, Ganso se mostrou tranquilo com o ocorrido em uma sala reservada da Arena Corinthians e reforçou que mantém os pagamentos em dia, tendo apenas o impasse da discussão do valor a resolver.

Questionado pela imprensa sobre o caso na zona mista em Itaquera, Ganso desconversou. "Um jogo tão bom, vários assuntos bons e vocês vêm falar logo disso? Fazer essa pergunta? Faz outra pergunta, vai. Faz outra", disse ao repórter que o abordou.

O oficial de justiça chegou a Arena Corinthians momentos antes da partida buscando o jogador para entregar-lhe a intimação. O Flu "blindou" o atleta, recebeu a autoridade, a alocou em um setor especial do estádio e o convenceu a esperar o apito final. Assim que o jogo acabou, o clube levou Ganso a uma sala reservada no estádio, onde conversou com o oficial e recebeu o documento.

Após o 0 a 0 no jogo de ida, Fluminense e Corinthians voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã, pela partida de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana. Quem vencer pega o Independiente Del Valle, do Equador, nas semifinais da competição continental.