Topo

Futebol


B.Os mostram agressões entre ex-marido e Najila em 2014

Najila Trindade em entrevista à Record - Reprodução/TV Record
Najila Trindade em entrevista à Record Imagem: Reprodução/TV Record

Adriano Wilkson e Karla Torralba

Do UOL, em São Paulo

06/06/2019 13h53

Najila Trindade, a modelo que acusa Neymar de estupro e agressão, tem dois boletins de ocorrência registrados em seu nome por episódios de agressão com o ex-marido, Estivens Alves. Os dois documentos obtidos pelo UOL são de 2014.

No primeiro documento, de junho, Najila é apresentada como "autora/vítima" da agressão registrada. O relato da briga é da própria Najila:

"Em contato com a autora/vítima, essa informou que ambos haviam discutido e, durante a discussão, seu companheiro disse que queria se separar, como esse pedido foi aceito pela autora/vítima, ele não se conformou com a sua resposta, e exigiu que ela fosse dormir na sala, porque ele era quem pagava as contas.

A autora/vítima relatou também, que durante o momento em que se encontrava pela sala de estar, sentada, comendo uma maça com a faca, ele partiu em sua direção e puxou-lhe pelos braços, quando ele foi atingido por sua faca, causando-lhe ferimentos no seu peito. Naquela ocasião, a autora/vítima solicitou socorro através do irmão do seu companheiro, que veio a encaminhá-lo ao pronto-socorro do Hospital do Campo Limpo, onde permaneceu hospitalizado, em observação, mas o condutor esclarece que os ferimentos sofridos por ele foram superficiais".

O outro boletim de ocorrência foi registrado três meses antes, em março de 2014, e fala em agressões mútuas entre Estivens Alves e Najila Trindade:

"Najila Trindade e Estivens Alves, os quais informaram serem conviventes e possuírem um filho juntos, sendo que hoje teriam se desentendido e se agredido fisicamente de forma mútua, restando ambos lesionados. Requisitado exame de corpo de delito para os envolvidos.

Os autores/vítimas desejam neste ato apenas registrar os fatos e foram orientados quanto ao prazo decadencial de seis meses para representar em se tratando de crime de ação pública condicionada a representação, assim como Najila foi orientada quanto as medidas protetivas da Lei de Violência Doméstica".

Em entrevista à Record há dois dias, Estivens Alves afirmou manter um relacionamento respeitoso com a ex-mulher, uma vez que os dois têm um filho pequeno. Os dois permaneceram juntos por sete anos e romperam há um ano e meio.

Procurado, o modelo Estivens Alves preferiu não se manifestar sobre os boletins de ocorrência. A reportagem também tenta contato com a defesa de Najila para falar sobre o caso, mas ainda não teve sucesso.

Modelo detalha acusação de estupro: "Pedi para Neymar parar, ele não parou"

SBT Online

Mais Futebol