Topo

500 dias com ele: Ceni busca final pelo sonho do 3º título pelo Fortaleza

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

09/05/2019 04h00

Rogério Ceni é um sujeito inquieto. Nos últimos seis meses, levantou duas taças pelo Fortaleza, mas já quer mais. E o jogo de hoje é primordial para que esse desejo possa ser saciado. Na Arena Castelão, às 21h30, o Leão do Pici encara o Santa Cruz pela semifinal da Copa do Nordeste. O último passo antes da decisão, justamente na data em que Ceni completa 500 dias à frente do time cearense.

O técnico tem esse número na ponta da língua. Sabe, também de bate-pronto, que será sua 80ª partida no comando do Fortaleza. Marcos importantes atingidos em uma semana especial, de reencontro com o São Paulo. Serão apenas dois dias de preparação entre o confronto da Copa do Nordeste e o embate com o clube do Morumbi, às 19h de domingo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, novamente no Castelão.

Nos 79 jogos em que dirigiu o Fortaleza até agora - mais que o dobro do período no São Paulo, que teve 34 partidas -, Ceni tem aproveitamento na casa dos 63%. O rendimento é muito superior ao apresentado em quase sete meses no Tricolor Paulista, em 2017. Na ocasião, o ex-goleiro ficou com 49,5% de aproveitamento e foi demitido após queda precoce na Copa Sul-Americana, eliminação para o Corinthians no Campeonato Paulista e entrada na zona de rebaixamento do Brasileirão.

A trajetória pelo Fortaleza também vai além dos resultados - que já são bons, com volta à elite após 13 anos e títulos da Série B e do Campeonato Cearense. Ceni ajuda o clube a se reestruturar por completo. Tenta remodelar o CT Ribamar Bezerra, modernizar métodos da comissão técnica e até ajustar a alimentação dos atletas. Levou profissionais de confiança e prospectar reforços promissores e de baixo custo.

A diretoria do Leão do Pici vê em Ceni um ativo essencial para a reconstrução do clube. Uma figura que atrai parcerias de marketing, interesse maior da mídia e até a torcida de são-paulinos que seguem o ídolo. Ontem, por exemplo, foi postada em uma fanpage do treinador uma foto dele abraçando Lucas Moura, que fez três gols e classificou o Tottenham para a final da Liga dos Campeões da Europa. Foi o suficiente para engajar mais seguidores do time do Morumbi.

Fortaleza