PUBLICIDADE
Topo

Após final, Arnaldo Cezar Coelho anuncia aposentadoria como comentarista

Casagrande, Galvão Bueno e Arnaldo Cezar Coelho cobrem a Copa do Mundo da Rússia - Reprodução/Instagram
Casagrande, Galvão Bueno e Arnaldo Cezar Coelho cobrem a Copa do Mundo da Rússia Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

15/07/2018 14h19

Classificação e Jogos

Referência nas transmissões de futebol da Rede Globo, o ex-árbitro Arnaldo Cezar Coelho anunciou neste domingo (15) que a final da Copa do Mundo entre França e Croácia foi seu último jogo como comentarista de arbitragem na televisão. Ao vivo, entre o apito final e a cerimônia de premiação, Arnaldo, de 75 anos, avisou que agora vai se dedicar a outros projetos.

Copa 2018: Assista aos gols de França 4 x 2 Croácia

"A vida da gente é feita de fases. Copa do Mundo é grande momento da vida do árbitro. Eu tive momento como árbitro e quero dizer que está chegando ao fim também essa fase. Eu quero me distanciar um pouco, quero me dedicar um pouco à família e aos meus negócios. É uma equipe grandiosa. A Rede Globo me ensinou muita coisa. Uma nova fase vai vir. Agradeço a todos", disse o comentarista de arbitragem.

Na carreira como árbitro, Arnaldo foi o primeiro não-europeu a apitar uma decisão de Copa, em 1982, quando a Itália ganhou da Alemanha Ocidental. Depois, ainda atuou nos gramados por seis anos até se aposentar em 1988. No ano seguinte, estreou como comentarista de arbitragem da Globo.

Essa foi a oitava Copa do Mundo dele como comentarista, sempre participando da equipe principal, junto com Galvão Bueno. Após o anúncio, ouviu palavras de carinho do colega. "Obrigada, você Arnaldo. Obrigado por todos os conselhos, por tudo que me ensinou. A amizade, isso é importante. Você abriu um caminho para uma nova profissão. Você é um grande profissional. Pode isso, Arnaldo? Pode. Quero te dar um beijo grande. Por todas as Copas, por tudo que me ensinou. Um grande beijo, Arnaldo. Que seja feliz".

Antes da Copa, Arnaldo chegou a avisar que esse poderia ser o seu último Mundial. Em entrevista para a jornalista Débora Pradella, da Rádio Gaúcha e do jornal Zero Hora, disse que sente a necessidade de aproveitar melhor a vida com a família. Caso pare, ele planeja viajar e aproveitar tudo o que conquistou.

"Eu tô pensando seriamente em parar nessa Copa do Mundo. Eu apitei 25 anos, fui para duas Copas (1978 e 1982). Em 1989, fui convidado para ser comentarista da Globo e desde 1990 fui para todas as Copas. E aí o tempo foi passando, e eu senti agora que já estou numa idade em que eu tenho que aproveitar um pouco mais da vida", explicou o fiel escudeiro de Galvão Bueno.

Para exemplificar o motivo de pensar na aposentadoria, Arnaldo citou a rotina pesada de trabalho, com jogos quarta-feira e domingo, e que isso sacrifica bastante o convívio com seus familiares.

Vale lembrar que, nesta Copa, Arnaldo Cezar Coelho era o único comentarista de arbitragem que in loco para a cobertura. Os outros contratados da Globo - Leonardo Gaciba, Renato Marsiglia e Paulo César de Oliveira - ficaram no Brasil, onde foi criada uma "central do apito" para tirar dúvidas de lances polêmicos dos outros jogos do Mundial.

Ouça a despedida de Arnaldo:

Copa 2018