Topo

Copa 2018


Bélgica bate Inglaterra pelo 3º lugar e faz melhor campanha de sua história

Do UOL, em São Paulo

14/07/2018 12h51

A Bélgica confirmou neste sábado (14) a melhor campanha de sua história em Copas do Mundo ao vencer a Inglaterra por 2 a 0, em São Petersburgo, e ficar com o terceiro lugar da competição. O resultado, que supera a quarta posição de 1986, consolida a atual geração como a mais bem-sucedida do país, em uma trajetória que teve como ponto alto o triunfo sobre o Brasil nas quartas de final. Meunier e Hazard fizeram os gols.

Assista aos gols de Bélgica 2 x 0 Inglaterra

Já a Inglaterra não conseguiu superar a campanha de 1990, quando também ficou em quarto lugar. O sonho dos ingleses de repetir o título de 1966 parou na semifinal com a derrota na prorrogação para a Croácia. O "prêmio de consolação" pode ser a artilharia da Copa para Harry Kane, que passou em branco, mas terminou com seis gols e dificilmente será alcançado.

O jogo foi bastante aberto e teve etapas diferentes: a Bélgica fez o gol cedo, dominou o primeiro tempo e poderia ter feito mais, mas a Inglaterra reagiu no segundo e passou perto de empatar com sua tradicional pressão nas bolas aéreas. No fim, em contra-ataque, Hazard fechou a vitória.

O melhor: De Bruyne

AFP
Imagem: AFP

Atuando novamente solto na frente, com liberdade para buscar espaços, o meia belga foi o grande destaque da partida. Comandou o ritmo das ações de sua equipe e deu passe preciso para Hazard fazer o segundo gol. Poderia até ter saído do jogo com mais assistências se Lukaku tivesse aproveitado duas ótimas enfiadas de bola no primeiro tempo, que desmontaram a defesa inglesa e deixaram o centroavante na cara do gol.

O pior: Rose

AFP
Imagem: AFP

O lateral-esquerdo da Inglaterra teve uma participação para ser esquecida no jogo. Logo aos três minutos de jogo, "cochilou" na marcação e permitiu que Meunier entrasse livre para abrir o placar. No ataque, também não conseguiu acrescentar praticamente nada, com a Bélgica dominando o primeiro tempo. Nem voltou para o segundo tempo, saindo no intervalo para a entrada de Lingard.

Inglaterra muda meio time; Bélgica faz só uma troca

Getty Images
Imagem: Getty Images

Os treinadores adotaram posturas distintas para a decisão do terceiro lugar. Do lado inglês, Southgate fez cinco mudanças no time titular: saíram Walker, Young, Henderson, Lingard e Alli para as entradas de Jones, Rose, Dier, Loftus-Cheek e Delph. Já Roberto Martínez só trocou um jogador, tirando Fellaini para a entrada de Tielemans no meio-campo. Além disso, o lateral Meunier retornou de suspensão e mandou Dembélé de volta para o banco.

Belgas abrem o placar com gol relâmpago

Catherine Ivill/Getty Images
Imagem: Catherine Ivill/Getty Images

Logo aos três minutos de jogo, a rede já estava balançando. Após lançamento longo para o ataque, Lukaku deu ótima enfiada na esquerda para a ultrapassagem de Chadli, que cruzou na área para o outro ala, Meunier, completar para as redes. O sistema de marcação da Inglaterra dormiu na jogada e permitiu que o lateral-direito entrasse em diagonal livre para fazer o gol.

Lukaku desperdiça chances de ampliar

Getty Images
Imagem: Getty Images

A Bélgica seguiu dominando o jogo mesmo com o 1 a 0 no placar, trocando passes no meio-campo e abrindo várias vezes a linha defensiva inglesa. Mas faltou uma jornada mais inspirada de Lukaku na frente do gol. O centroavante perdeu duas chances cristalinas após belos passes de De Bruyne por errar no domínio e deixar a bola escapar, facilitando para a saída do goleiro Pickford. Acabou substituído no segundo tempo por Mertens.

Kane não marca, mas deve terminar como artilheiro

Getty Images
Imagem: Getty Images

Em sua última chance de ampliar a vantagem na briga pela artilharia da Copa, o inglês Harry Kane passou em branco. Com praticamente nenhuma chance clara, ele ameaçou pouco o gol de Courtois e terminou a competição com seis bolas na rede, contra quatro de Lukaku. Agora, os principais candidatos a superarem o camisa 9 da Inglaterra são os franceses Griezmann e Mbappé, que têm três gols cada e jogam a final contra a Croácia neste domingo.

Inglaterra pressiona, mas Bélgica é quem faz o segundo

Getty Images
Imagem: Getty Images

A Inglaterra melhorou no segundo tempo e passou a pressionar a Bélgica, especialmente nas jogadas aéreas, mas a zaga segurou bem. A melhor chance, porém, foi pelo chão: Dier tabelou, entrou na área e tocou por cima de Courtois, mas Alderweireld salvou em cima da linha de forma espetacular. Quem acabou chegando ao segundo gol do jogo foi a Bélgica, que em contra-ataque deu números finais ao marcador após finalização certeira de Hazard, em novo passe preciso de De Bruyne.

FICHA TÉCNICA

Bélgica 2 x 0 Inglaterra

Local: Estádio Krestovsky, em São Petersburgo (Rússia)
Data: 14/07/2018
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Alireza Faghani (Irã)
Assistentes: Reza Sokhandan e Mohammadreza Mansouri (Irã)

Gols: Meunier, aos 3 minutos do 1º tempo, e Hazard, aos 36 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Witsel (Bélgica); Stones e Maguire (Inglaterra)

Bélgica: Courtois; Meunier, Alderweireld, Kompany, Vertonghen e Chadli (Vermaelen); Tielemans (Dembélé), Witsel e Hazard; De Bruyne e Lukaku (Mertens). Técnico: Roberto Martínez

Inglaterra: Pickford; Trippier, Jones, Stones, Maguire e Rose (Lingard); Loftus-Cheek (Alli), Dier e Delph; Sterling (Rashford) e Kane. Técnico: Gareth Southgate

Copa 2018