PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

Irã sai na frente na Copa. Pelo menos no presente que dará aos adversários

Tapete que será entregue pelo Irã à Espanha na Copa da Rússia - Reprodução
Tapete que será entregue pelo Irã à Espanha na Copa da Rússia Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

28/04/2018 04h00

Classificação e Jogos

Espanha, Portugal e Marrocos têm uma certeza na Copa do Mundo: vão ganhar um presente valioso antes de seus jogos na fase de grupos. Integrantes do grupo B, eles enfrentarão o Irã na primeira fase e levarão para casa um tradicional tapete persa, especialidade da cultura iraniana que costuma valer milhares de dólares.

Há alguns dias, foram divulgadas pela “Fars”, uma agência de notícias iraniana, as imagens dos três tapetes feitos para os adversários da seleção na Copa. São tapetes persas personalizados com os distintivos das federações envolvidas em cada jogo, o troféu da Copa, o logotipo da Fifa e a inscrição “Russia 2018”.

Tapete que será entregue pelo Irã a Portugal na Copa da Rússia - Reprodução - Reprodução
Tapete persa que o Irã dará para Portugal, seu adversário na Copa
Imagem: Reprodução

A dimensão dos tapetes não foi divulgada, mas eles serão entregues aos capitães das seleções adversárias antes das partidas. O Irã estreia contra o Marrocos, depois enfrenta a Espanha e fecha sua participação na fase de grupos diante de Portugal.

Se conseguir se tornar uma surpresa da Copa na Rússia, um tapete já está em fase de confecção para ser enviado também ao eventual adversário das oitavas de final.

Além disso, outras quatro peças estão em fase final de produção. São tapetes comemorativos destinados ao Museu da Fifa, à federação iraniana, à federação russa e também a um museu tradicional em Mashhad, a segunda cidade mais populosa do Irã.

Segundo a “Fars”, os tapetes persas artesanais que serão dados como presentes na Copa estão sendo produzidos em Tabriz, uma das maiores cidades do Irã e conhecido por ter um importante setor industrial, incluindo da área têxtil.

Acredita-se que os tapetes persas como são conhecidos atualmente são produzidos há pelo menos 2.000 anos. Feitos manualmente, eles podem demorar mais de um ano para ficarem prontos, dependendo da dimensão e da complexidade do desenho. Os valores também variam de acordo com material usado e tamanho, mas há registro de peças raras que chegaram à casa dos milhões.

Por isso, além de ser um importante bem cultural, o tapete persa sempre ocupou lugar de destaque na economia do Irã. O país já chegou a exportar anualmente US$ 200 milhões em tapetes só para os Estados Unidos. Depois de uma crise causada por sanções ao Irã, a indústria tenta recuperar os patamares antigos. Para a Copa, pelo menos, algumas peças históricas já estão garantidas.

Copa 2018