PUBLICIDADE
Topo

Copa 2018

"Herdeiros" do polvo Paul? Animais na Rússia fazem previsões durante a Copa

Reuters
Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

29/06/2018 21h00

Polvo Paul, gato Aquiles, lontra Harry...Se tem uma coisa que virou moda durante as Copas do Mundo são os animais ditos "videntes".

Assim como na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, em que o polvo Paul, que morava no zoológico na cidade alemã de Oberhausen, ficou mundialmente famoso por acertar o resultado dos jogos da seleção do seu país no Mundial, na Rússia não tem sido diferente.

Em diversas cidades da sede da Copa, alguns animais têm se destacado por seus "dons extraordinários".

  • Gato Aquiles

    Certamente o mais famoso desta Copa, o gato Aquiles tem se destacado por seus "poderes", desde a Copa da Confederações no ano passado. O gato, que mora no Museu Hermitage, em São Petersburgo, protegendo as obras de ataques de roedores, é responsável pelas apostas mais conhecidas, a partir da escolha dos potes em que vai comer. Dos quatro jogos disputados na cidade que mora, ele acertou três deles, sendo um deles a partida de estreia entre Rússia e Arábia Saudita.

  • Lontra Harry

    No sul do país, na cidade em que a seleção brasileira está hospedada, Sochi, quem tem ditado os resultados é a lontra Harry. O animal, que vive no aquário do município, fez a previsão dos dois primeiros resultados dos anfitriões de forma correta. Suas apostas são a partir de bolas com as bandeiras dos países que são lançadas na piscina em que vive. Ele escolhe uma e a leva para o outro lado, sendo esta sua aposta.

  • Rena Iacha

    Já na cidade de Khímki, a rena Iacha tem feito suas apostas. Ousadas por sinal! O animal, que vive na cidade próxima a capital Moscou, apostou que a Rússia chegará às quartas de final do Mundial deste ano. Para isso, os donos da casa precisam derrotar a Espanha nas oitavas de final.

  • Beluga Puziriok

    As apostas chegaram nos mares da Rússia. Quem tem apostado na cidade portuária de Anapa é a beluga Puziriok. Para a baleia fazer sua aposta sobre o jogo de estreia da Copa, seu treinador jogou duas bolas no tanque em que vive, sendo uma delas com a bandeira da Rússia e a outra com a bandeira da Arábia Saudita. A bola russa foi escolhida por Puziriok e levada até seu treinador, indicando quem ganharia a partida.

  • Robô Baxter

    Os russos se empolgaram nessa brincadeira de fazer apostas que eles até envolveram um robô entre os videntes desta Copa. Chamado Baxter, ele vive no centro de exposições VDNKh, em Moscou, e tem usado inteligência artificial para prever os resultados das partidas do Mundial. Visitantes interagem com ele para ver quais sairão vitoriosos e perdedores da partida.

Copa 2018