PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Desfalque frequente no PSG, Neymar tem ano com menos gols na carreira

Neymar teve o ano menos artilheiro da sua carreira como profissional - Laurence Griffiths/Getty Images
Neymar teve o ano menos artilheiro da sua carreira como profissional Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

26/12/2021 04h00

Fora de ação desde o fim de novembro em virtude de uma contusão nos ligamentos do tornozelo esquerdo e com perspectiva de voltar aos gramados somente em fevereiro, Neymar bem que gostaria de riscar 2021 da sua história.

Além de ter acumulado resultados negativos com o Paris Saint-Germain (derrotas na Liga dos Campeões da Europa e até mesmo no Campeonato Francês) e com a seleção brasileira (perda de uma Copa América, em casa, para a Argentina), o camisa 10 frequentou pouco as redes adversárias.

Considerando somente o futebol de clubes, o maior astro do país pentacampeão mundial de futebol nunca teve um ano tão escasso de gols quanto o que termina na próxima semana. Nem mesmo quando estava iniciando sua trajetória como profissional.

Em 2021, Neymar marcou apenas 11 vezes com a camisa do Paris Saint-Germain. Foram dez gols na Ligue 1 e um no Troféu dos Campeões (a Supercopa francesa). Na Champions, a competição mais importante do calendário anual europeu, o jejum do brasileiro já fez aniversário.

Na comparação com o ano passado, o camisa 10 do PSG meteu oito bolas a menos nas redes. Já em relação ao seu primeiro ano cheio na França (2018), a quantidade de gols caiu mais do que pela metade: 60%.

A fase mais artilheira da carreira de Neymar aconteceu em 2010, quando ele anotou 43 gols pelo Santos (incríveis 290% a mais que neste ano). Depois que se transferiu para a Europa, seu recorde pessoal foi de 41 tentos pelo Barcelona em 2015, quando foi um dos goleadores da Champions.

A pouca produtividade do camisa 10 do PSG neste ano tem pelo menos duas explicações principais.

A primeira é o excesso de problemas físicos e questões comportamentais (normalmente suspensão por cartões amarelos e vermelhos), que transformaram o brasileiro em uma figura pouco presente nos jogos da equipe parisiense.

Neymar foi a campo em pouco mais da metade dos jogos oficiais do clube francês em 2021. Foram 33 partidas disputadas e 28 compromissos perdidos. Só na série atual, já são seis jogos consecutivos como desfalque.

Além disso, o jogador de futebol mais caro de todos os tempos passou a jogar mais distante da área adversária. Principalmente depois da contratação de Lionel Messi, no meio do ano, o craque passou a ter mais preocupações defensivas e começou a se portar mais como meia do que atacante.

Como efeito direto desse novo posicionamento, a quantidade de possibilidades de finalização ficaram mais raras e os gols seguiram o mesmo caminho.

Apesar da pouca produtividade de Neymar nos últimos 12 meses, o PSG lidera com muita folga o Francês (são 13 pontos de vantagem para o Nice, segundo colocado) e já está classificado para as oitavas de final da Champions (enfrenta o Real Madrid, entre fevereiro e março).

Os comandados de Mauricio Pochettino estão curtindo um recesso de fim de ano e só voltam a campo em de janeiro, quando enfrentam o Vannes, da quarta divisão, pela Copa da França. Na Ligue 1, o próximo compromisso é o clássico contra o Lyon, no dia 9.

Gols de Neymar por clubes (ano a ano)

2021 (PSG) - 11 gols
2020 (PSG) - 19 gols
2019 (PSG) - 16 gols
2018 (PSG) - 27 gols
2017 (Barcelona e PSG) - 31 gols
2016 (Barcelona) - 21 gols
2015 (Barcelona) - 41 gols
2014 (Barcelona) - 18 gols
2013 (Santos e Barcelona) - 24 gols
2012 (Santos) - 43 gols
2011 (Santos) - 24 gols
2010 (Santos) - 42 gols
2009 (Santos) - 14 gols