PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Lucas Veríssimo vira estrela e aposta de próxima grande venda do Benfica

Lucas Veríssimo durante partida do Benfica contra o PSV, pela Liga dos Campeões, em agosto de 2021 - Carlos Rodrigues/Getty Images
Lucas Veríssimo durante partida do Benfica contra o PSV, pela Liga dos Campeões, em agosto de 2021 Imagem: Carlos Rodrigues/Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

23/09/2021 04h00

Oito meses, apenas 26 partidas oficiais disputadas e uma convocação para a seleção brasileira. Lucas Veríssimo não precisou de números exorbitantes para se transformar na nova sensação do futebol português.

O zagueiro, que trocou o Santos pelo Benfica no fim de janeiro, rapidamente virou peça central no sistema defensivo do técnico Jorge Jesus, alavancou o desempenho do time e vem colhendo frutos do seu sucesso imediato em Portugal.

O mais expressivo deles foi a estreia com a camisa da seleção (e já como titular) na vitória por 2 a 0 sobre o Peru, no começo do mês, pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

Mas Veríssimo também foi eleito o melhor jogador do Campeonato Português no primeiro mês desta temporada e está no top 10 do ranking dos destaques individuais da competição elaborado pelo site "WhoScored?", que transforma estatísticas em notas que medem a performance de cada atleta.

A empolgação do Benfica com o brasileiro é tanta que fontes ligadas ao clube ouvidas pelo "Blog do Rafael Reis" apostam nele como a próxima grande venda da equipe encarnada para o exterior.

Segundo eles, Lucas Veríssimo, apesar de ter desembarcado "tarde" na Europa e já ter 26 anos, divide com o atacante uruguaio Darwin Núñez o posto de jogador benfiquista com maior potencial de ser negociado em breve para um clube importante de Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha ou França.

O dono da camisa 4 custou apenas 6,5 milhões de euros (R$ 40,3 milhões) ao Benfica. Ou seja, não será muito difícil para o time português obter lucro com uma possível futura transação com outra equipe.

O clube lisboeta é um dos maiores vendedores de jogadores do futebol mundial. Só nos últimos dez anos, arrecadou 1,03 bilhão de euros (R$ 6,4 bilhões). Apenas o Chelsea faturou mais no período.

De 2012 para cá, o Benfica fez 29 vendas que ultrapassaram a barreira dos 10 milhões de euros (R$ 62 milhões). Mas só duas delas foram de jogadores que atuam no miolo de zaga, a posição de Lucas Veríssimo.

Só que, curiosamente, o segundo maior negócio já fechado pelo clube foi a transferência de um zagueiro, Rúben Dias, para o Manchester City.

Na transação selada na temporada passada, os lusos receberam 68 milhões de euros (R$ 421,4 milhões), e uma pequena parte dessa grana foi reinvestida no ex-jogador do Santos que agora se tornou o destaque do time.

Depois de uma temporada de retorno a Portugal em que quase nada deu certo, Jorge Jesus acertou a mão com o Benfica neste início de 2021/2022 e ainda não sofreu uma única derrota mesmo já tendo jogado 11 partidas oficiais.

A equipe lisboeta continua 100% de aproveitamento no Português depois de seis rodadas, passou pelas fases preliminares da Liga dos Campeões e estreou na etapa principal da Champions com um empate fora da casa com o Dínamo de Kiev.

O próximo compromisso do time de Lucas Veríssimo é o confronto com o Vitória de Guimarães, no sábado, pela liga nacional. Na quarta-feira, recebe o Barcelona, em jogo determinante para suas pretensões europeias.

Além de Benfica, Barça e Dínamo de Kiev, o Grupo E da Champions conta ainda com a presença do Bayern de Munique, campeão duas temporadas atrás e único time da chave que venceu na primeira rodada.