PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lesão de Bruno Henrique abre o caminho para Pedro com Gabigol no Flamengo

Jogadores do Flamengo abraçam Pedro após atacante marcar no duelo da equipe brasileira diante do Tolima - Sergio Moraes/Reuters
Jogadores do Flamengo abraçam Pedro após atacante marcar no duelo da equipe brasileira diante do Tolima Imagem: Sergio Moraes/Reuters
só para assinantes
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

07/07/2022 02h12

Hernán Torres foi ingênuo, escalou o Tolima, que precisava vencer, com Daniel Cataño no meio-campo, um armador, deixando latifúndios à disposição dos hábeis adversários, em especial Arrascaeta. Em 20 minutos perdia por 2 a 0 e, aos 29, o treinador sacou o camisa 10 para levar a campo Cristian Trujillo, volante, que tentou preencher o espaço. Tarde demais, o Flamengo já encomendara a goleada que terminaria em 7 a 1.

Placar construído com quatro gols de Pedro, feito inédito de um rubro-negro na Libertadores, além de participação em outros dois gols. O camisa 21 vai aproveitando o espaço surgido com a lesão de Bruno Henrique. Os técnicos que antecederam Dorival Júnior tinham dificuldade em encaixar a dupla porque na verdade eram três jogadores para duas posições. Com um dos titulares contundido, o caminho se abriu.

E Pedro vem aproveitando ao lado de Gabriel, como já fizeram sob o comando de Domènec Torrente na goleada sobre o Independiente Del Valle, em 2020, e neste campeonato, com Paulo Sousa, na vitória sobre o Goiás, para citar dois momentos dessa dupla. Que cresce quando tem a parceria de Arrascaeta, atuando como enganche, como os argentinos se referem ao meia-armador, vindo de trás e distribuindo.

Com a chegada de Everton Cebolinha, o Flamengo passa a contar com opções luxuosas para o ataque, mas ao que tudo indica o ex-gremista contratado ao Benfica terá que esperar e aproveitar oportunidades. Ele e os dois centroavantes ao mesmo tempo? Pouco provável, exceto em momentos específicos, peculiares, de acordo com adversários e cenário de cada partida. Mas isso não é exatamente um problema, convenhamos.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube