PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Mauro Cezar Pereira

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

O que significa para o Manchester United ter Cristiano Ronaldo de volta?

Cristiano Ronaldo na celebração de seu primeiro título de campeão da Liga dos Campeões, em 2008, pelo Manchester United - Alex Livesey/Getty Images
Cristiano Ronaldo na celebração de seu primeiro título de campeão da Liga dos Campeões, em 2008, pelo Manchester United Imagem: Alex Livesey/Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

27/08/2021 14h49

Cristiano Ronaldo está de volta ao Manchester United. O que isso significa? Significa que os Red Devils terão novamente o atacante que soma 48 hat-tricks (três gols no mesmo jogo) na carreira, sendo 44 pelo Real Madrid, três com a camisa da Juventus e um pelo próprio clube inglês.

Significa que o maior campeão da Inglaterra terá à sua disposição alguém que, jogando em casa fez 374 gols, fora 279, em campo neutro, 21; dentro da área 581, fora 93, de pênalti 125 e batendo falta 47. Foram 110 tentos de cabeça, 122 com o pé esquerdo e 440 com o direito, fora outros dois que não se encaixam nos exemplos acima.

Significa que o Sevilla poderá voltar a sofrer com ele vendo outra camisa no lado oposto do campo. O time espanhol foi o adversário que mais gols sofreu de CR7: 27. Em seguida vêm Atlético de Madrid (25) e Getafe (23).

Cristiano Ronaldo no Manchester United: primeira passagem teve 118 gols em 292 jogos - Alex Livesey/Getty Images - Alex Livesey/Getty Images
Cristiano Ronaldo no Manchester United: de volta após virar lenda no Real Madrid e defender a Juventus
Imagem: Alex Livesey/Getty Images

Significa a contratação de alguém que fez 311 gols só em jogos da Liga espanhola, 134 na Champions, 84 na Premier League, 81 na Serie A italiana, 22 na Copa do Rey, 13 na FA Cup, 7 em Copas do Mundo, 4 na Copa da Liga Inglesa, 4 na Coppa Italia, 4 na Supercopa da Espanha, 3 no campeonato português, 2 na Taça de Portugal, 2 na Supercopa da Uefa e um na fase de qualificação para a Liga dos Campeões.

Significa que a primeira divisão inglesa voltará a ver quem nela jogou 196 vezes, marcou 84 gols e deu 34 assistências, somando 118 participações em tentos. À sua frente na Premier League estão apenas ídolos históricos de dois rivais, Thierry Henry (ex-Arsenal), com 124; e Frank Lampard (ex-West Ham, Chelsea e Manchester City), com 131.

Significa o retorno de quem, em sua primeira passagem pelo Manchester United, marcou 42 gols em 49 jogos na temporada 2007/2008. Só Denis Law (46 em 42 pelejas) e Ruud van Nistelrooy (44 em 52) em 1963/1964 e 2002/2003, respectivamente, fizeram mais.

As estatísticas são da Opta Sports e todos esses números são apenas alguns dos que deixam claro o que significa ter CR7 no time.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube