PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Entrevista de Dome após goleada piora o clima para ele e desagrada Flamengo

Dome durante Flamengo 1 x 4 São Paulo - Jorge Rodrigues/AGIF
Dome durante Flamengo 1 x 4 São Paulo Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

02/11/2020 13h21

As reações, entre irônicas e um tanto ríspidas, do técnico Domènec Torrent na entrevista após a goleada sofrida diante do São Paulo (4 a 1), domingo, no Maracanã, não foram bem recebidas dentro do Flamengo. O blog apurou que, internamente, o entendimento é de que, ao não responder diretamente os questionamentos, o catalão colocou mais lenha na fogueira das redes sociais onde parte da torcida e da mídia o mantêm em fritura desde sua chegada.

Não, isso não significa que estejam pensando em demitir o treinador, mas depois de um resultado tão desastroso, no clube o que se percebe é que, ao reagir daquela maneira, Dome não ajudou a ele mesmo. Pelo contrário, deu munição aos críticos de seu trabalho e pautou programas esportivos que adoram tergiversar quando o time vence, driblando pontos positivos para debater acertos do VAR, por exemplo. Com o placar e suas reações após a goleada, "deu" os assuntos a quem procuram pelo em ovo para atacá-lo.

Diante do resultado e das respostas de Torrent, obviamente as críticas a ele tendem a ir além, das falhas da defesa aos pênaltis perdidos. Como se somente o treinador tivesse responsabilidade nisso. Suas reações passaram a ser interpretadas por alguns como se não estivesse admitindo que o domingo foi absolutamente desastroso para o Flamengo. Certamente por isso o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, dará entrevista nesta quinta-feira.

O dirigente é o responsável pela contratação de Dome, juntamente com o diretor-executivo, Bruno Spindel. E obviamente ficou mais difícil para ele defender o trabalho do treinador, que tem pontos positivos, evidentemente, quando o time é goleado e a entrevista vira um quase confronto com a imprensa ante perguntas pertinentes. O Flamengo joga quarta-feira, no Maracanã, contra o Athletico, pela Copa do Brasil.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL