PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Guerrero x Gabigol: médias de gols e em clássicos. Você concorda com Casão?

Casagrande: Guerrero ou Gabigol? - Transmissão SporTV
Casagrande: Guerrero ou Gabigol? Imagem: Transmissão SporTV
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

05/08/2020 04h00

Guerrero é mesmo melhor do que Gabigol? A pergunta bombou nas redes sociais e nas discussões de futebol em geral depois que Casagrande afirmou que sim, segunda-feira à noite, no Sportv. Óbvio que o ex-centroavante e comentarista de TV tem o direito de achar o peruano superior, opinião é opinião. Mas tentando ser, digamos, menos subjetivo e mais objetivo, mergulharemos nos números com auxílio do site FutDados.

Paolo Guerrero, 36 anos completados em 1º de janeiro, soma 186 gols em 518 jogos oficiais pelos cinco clubes que defendeu profissionalmente, média de 0,36 por partida. Gabriel "Gabigol" Barbosa, 4.625 dias mais jovem, completará 24 anos no próximo dia 30, marcou 139 vezes em 295 pelejas vestindo quatro camisas diferentes, média de 0,47.

Números de Guerrero em clássicos disputados no futebol brasileiro - FutDados.com - FutDados.com
Números de Guerrero, com destaque para os clássicos disputados no futebol brasileiro
Imagem: FutDados.com

Esses números já oferecem ampla vantagem ao Brasileiro, apesar de suas fracas passagens por Internazionale e Benfica, com médias de 0,10 e 0,20, respectivamente. Mas as médias do atual camisa 9 do Internacional na Europa também não são das melhores, 0,29 no Bayern e 0,28 pelo Hamburgo, os times alemães que defendeu, sendo que no de Munique fez partidas pela equipe B, fora dessas estatísticas.

Mas é nos clássicos que Guerrero fica realmente devendo. Pelo Flamengo, por exemplo, ele nunca balançou as redes do grande rival Vasco em nove duelos. No Inter desde o ano passado, jogou seis Grenais e não marcou. Ele tem 0,23 de média em clássicos brasileiros, sendo que sua geral no país é de 0,42.

Números de Gabigol em clássicos disputados no futebol brasileiro - FutDados.com - FutDados.com
Números de Gabigol, com destaque para os clássicos disputados no futebol brasileiro
Imagem: FutDados.com

Já Gabigol possui 0,38 de média em clássicos disputados no país, abaixo de sua marca geral no futebol brasileiro, que é de 0,49, ou seja, sofre uma queda, mas não tão acentuada quanto a do peruano, que despenca quase pela metade. Os números do FutDados consideram apenas cotejos oficiais, nada de amistoso ou Florida Cup, por exemplo.

Pelas seleções de seus países a diferença é grande porque o atacante do Flamengo tem poucas partidas pelo time principal da CBF, sendo dois amistosos e três aparições em Copa América. Ao todo são cinco jogos e dois gols, ainda assim sua média é boa: 0,40.

A de Guerrero, maior artilheiro peruano, é de 0,38 com 39 tentos em 103 aparições, incluindo pelejas amistosas entre seleções, que a Fifa considera "oficiais". Em duelos sul-americanos o atacante colorado cresce, com 14 gols em 25 participações em Copa América, média de 0,56, o que jamais alcançou por clube algum. E você, concorda com Casagrande?

follow us on Twitter follow me on youtube follow me on facebook follow us on instagram follow me on google plus

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, Gabigol completará 24 anos no próximo dia 30, e não 25. O erro foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL