PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Flamengo de Jesus já recebeu 2 pares de rivais na Libertadores. Fez 12 a 0

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

12/03/2020 04h00

Do dramático triunfo do Flamengo por 2 a 0 sobre o Emelec, com vitória e classificação nos pênaltis, aos 3 a 0 da noite de quarta-feira sobre o outro time da cidade equatoriana de Guayaquil, o Barcelona, foram 224 dias. No período, quatro jogos pela Copa Libertadores no Maracanã, 12 gols marcados, nenhum sofrido.

A força rubro-negra sob o comando de Jorge Jesus no estádio é evidente, e se estende ao certame internacional, pelo qual, em casa, sequer foi vazado até aqui. Pelo contrário, o Flamengo fez uma dúzia de gols nesses quatro confrontos, curiosamente contra dois times de Guayaquil e dois de Porto Alegre.

Se estendermos a lista de jogos à Recopa Sul-americana, o outro torneio da Conmebol do qual o time carioca participou em 2020, o placar agregado vai para 15 a 0. O Flamengo jogou desde a metade do primeiro tempo com 10 homens, mas ainda assim fez 3 a 0 sobre o Independiente Del Valle.

Jesus no Maracanã pela Libertadores:
31/07/2019 - 2 a 0 Emelec, gols de Gabigol
21/08/2019 - 2 a 0 Internacional, gols de Bruno Henrique
23/10/2019 - 5 a 0 Grêmio, gols de Bruno Henrique, Gabigol (2), Pablo Marí e Rodrigo Caio
11/03/2020 - 3 a 0 Barcelona, gols de Gustavo Henrique, Gabigol e Bruno Henrique

Mauro Cezar Pereira