PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


São Paulo e Corinthians fazem bom jogo, equilibrado, com chances e sem gol

Cássio defende finalização de Alexandre Pato durante clássico entre São Paulo e Corinthians no Paulistão 2020 - Daniel Vorley/AGIF
Cássio defende finalização de Alexandre Pato durante clássico entre São Paulo e Corinthians no Paulistão 2020 Imagem: Daniel Vorley/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

15/02/2020 21h45

Com dois treinadores que não rejeitam a boa, como tantos em destaque nos últimos anos, preocupados em tê-la, em atacar para vencer, São Paulo e Corinthians fizeram um clássico acima da média para o castigado futebol praticado no Brasil. O 0 a 0 não reflete minimamente o que os velhos rivais apresentaram no Morumbi diante de 44 mil tricolores.

Tiago Nunes levou a campo um time ofensivo e disposto a buscar a vitória. Luan, Vágner Love, Boselli e Yony González reunidos entre os 11 titulares, uma demonstração de ousadia já na escalação. Da mesma forma, Fernando Diniz escalou uma equipe semelhante à dos últimos compromissos e que passou os 90 minutos buscando o gol.

Tudo isso fez do confronto um espetáculo agradável, mesmo sem a bola nas redes. Ponto negativo foi a hesitante arbitragem de Douglas Marques das Flores, que poderia (e deveria) ter assinalado pênalti de Camacho em Ígor Gomes nos acréscimos do segundo tempo, como marcou, minutos antes, falta sobre Pedrinho em lance parecido.

O equilíbrio na posse de bola foi tal, que o Footstats apontou 51% para o São Paulo e o SofaScore registrou o mesmo percentual para o Corinthians, enquanto o ESPN/TruMedia acusou praticamente um empate, com 50,5% para os corintianos e 49,5% de tempo de posse tricolor. Um reflexo da postura conhecida de Diniz em confronto com o estilo de Tiago.

O time da casa finalizou mais e perdeu chances mais claras, uma delas inacreditável, com Alexandre Pato ficando cara a cara com Cássio após ótimo passe de Vítor Bueno. Pablo e Hernanes, ainda no primeiro tempo, perderam outras ótimas chances, como Boselii, pouco antes do intervalo parou em excelente intervenção de Tiago Volpi.

Uma boa partida no Morumbi, um alento para quem se cansou de tantos clássicos entre times que preferiam esperar o erro adversário. São Paulo e Corinthians tentaram acertar, contudo, erraram nas finalizações, especialmente os tricolores, com grandes acertos dos dois goleiros o que, em resumo, explica o placar em branco.

Mauro Cezar Pereira