PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2019

Guarani sofre até o final, mas vence ASA e deixa permanência na Série B encaminhada

Do UOL, em São Paulo

06/11/2012 21h23

O Guarani ainda não confirmou matematicamente a sua permanência na segunda divisão, mas deu na noite desta terça-feira um importante passo para que isso aconteça. Em duelo disputado no Brinco de Ouro, pela 35ª rodada da Série B, a equipe bugrina fez a ‘lição de casa’, venceu o ASA por 2 a 1 – com belos gols de Fabrício e Clebinho – e abriu boa vantagem em relação ao Z-4.

Com o resultado, o Guarani quebra um jejum de dez jogos sem vitórias, vai aos 41 pontos e fica a sete de distância do 17º colocado, o Guaratinguetá, que saiu na frente diante do Joinville, mas acabou levando a virada e sendo derrotado por 2 a 1, estacionando assim nos 34.

Só deu Guarani na etapa inicial disputada no Brinco de Ouro da Princesa. Diante de um ASA que apenas se preocupava em defender e buscar o contra-ataque, o time da casa ficou a maior parte do tempo com a bola e assim criou boas oportunidades de gol, a melhor delas aos 13min.

O meia Fabrício fez linda jogada pelo meio e serviu Ronaldo, que de primeira tocou para a direita e achou Fumagalli; o camisa 10 se esticou todo, mas não conseguiu chegar inteiro na bola e acabou a mandando para fora. As chances voltaram a aparecer depois disso, mas a forte retranca armada por Nedo Xavier funcionava, e muito bem.

Enquanto isso, o Guaratinguetá vencia o Joinville e deixava a torcida bugrina ainda mais tensa. “A gente não pode pensar nessa hipótese [de rebaixamento], se não ficaremos ansiosos e isso pode acabar atrapalhando. Mas a gente está jogando bem e criamos as melhores chances. É manter a tranquilidade que o gol vai sair”, analisou Bruno Recife na saída para o intervalo. E ele tinha razão.

Logo no segundo minuto de jogo, o Guarani enfim abriu o placar no Brinco de Ouro e tranquilizou a torcida presente no estádio. Em lance individual, Fabrício carregou pelo meio e bateu forte de esquerda; o goleiro Gilson ainda conseguiu tocar na bola, mas não conseguiu evitar que ela balançasse as redes.

O jogo seguiu com o Guarani dominando a posse de bola, mas era o ASA quem conseguia criar as chances mais perigosas de gol. Aos 33min, o empate só não saiu porque Emerson fez milagre e conseguiu conter uma finalização de Lúcio Maranhão da pequena área.

E quando o time da casa já pensava em segurar o 1 a 0, Clebinho fez o segundo em um lindo chute que entrou no ângulo do gol de Gilson, aos 44min. Ainda houve tempo para um gol contra do zagueiro Montoya aos 47min, mas já era tarde para uma reação do ASA.