PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2019

São Caetano adia acesso do Criciúma com vitória convincente e se reaproxima do G-4

Do UOL, em São Paulo

06/11/2012 21h24

Uma simples vitória diante de um abalado São Caetano seria suficiente para confirmar o retorno do Criciúma à elite do futebol brasileiro. Mas o time catarinense voltou a decepcionar dentro de casa. Com gol contra, o rival do ABC paulista ‘esqueceu’ o revés para o Atlético-PR, fez 2 a 0, em pleno Heriberto Hülse, e voltou a se reaproximar do G-4.

A três rodadas para o encerramento, o Criciúma vive um momento irregular. Perdeu seus três últimos jogos disputados em casa, local que era quase imbatível em boa parte da competição. Diante disso, segue estacionado em 68 pontos. E pior: até mesmo o acesso começa a ficar um pouco ameaçado.

O São Caetano, quinto colocado e primeiro fora da zona de acesso, chegou aos 64 pontos. Ao final do jogo, foi muito vaiado pela sua própria torcida. “Não podíamos tropeçar nesta rodada. Era um jogo fundamental. Mas não podemos nos desesperar. Trabalhar e tentar a reação na próxima rodada”, disse o goleiro Douglas Leite.

Mesmo sem seu artilheiro Zé Carlos, suspenso, o Criciúma iniciou a partida disposto a resolver logo a partida. Apostava em seu rápido ataque para criar boas oportunidades. Na melhor, aos 13min, Gilmar, livre, recebeu de Lins, mas bateu por cima. O São Caetano era discreto e tentava explorar os contra-ataques.

Mas acabou sendo eficiente em um de seus primeiros ataques. Aos 27min, após cobrança de escanteio, França desviou e fez contra o primeiro do time do ABC paulista. A expectativa era saber como o time catarinense iria se comportar após sofrer o gol.

Não conseguiu reagir. Mostrava-se ansioso, errava passes e não conseguia chegar com perigo. E pior: quase sofreu o segundo, aos 38min, com Danielzinho. “O time do São Caetano é muito experiente. Precisamos ter calma na frente”, alertou o atacante Douglas.

Diante disso, o Criciúma não tinha alternativa. Era necessário pressionar. Mas dava espaços para o contra-ataque. Em um deles, aos 11min, Danielzinho perdeu outra boa chance. A ansiedade tomava conta com donos da casa. E o São Caetano não perdoou. Aos 27min, Douglas Leite rebateu errado, e Leandrão fez o segundo.