PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2019

Atlético-PR demonstra ansiedade, falha em casa e só empata com o América-RN

Do UOL, em São Paulo

06/11/2012 17h50

Em casa, embalado pela vitória sobre o São Caetano e diante de um rival sem nenhuma pretensão na Série B. Teoricamente, o Atlético-PR tinha tudo para dar outro passo decisivo rumo à elite nacional. Mas o time de Ricardo Drubscky demonstrou muita ansiedade, não reeditou suas últimas apresentações e só empatou por 1 a 1 diante do América-RN, no Ecoestádio.

A equipe paranaense encerrará a 35ª rodada no G-4. No entanto, a ideia era abrir uma vantagem maior sobre o quinto colocado São Caetano. Com o tropeço em casa, chegou aos 66 pontos, apenas dois à frente do time do ABC paulista, que bateu o Criciúma por 2 a 0, em pleno Heriberto Hülse. Sem chances de retornar à elite, o América-RN tem 52.

Drubscky mandou a campo sua força máxima. Até mesmo o zagueiro Cléberson, recuperado de lesão, voltou ao time titular do Atlético-PR. Diante disso, esperava-se uma equipe bem ofensiva. Não foi o que se viu em boa parte do primeiro tempo. Tinha mais posse de bola, mas demonstrava certa lentidão e chegava pouco ao gol potiguar.

Não bastasse isso, o América-RN teve o primeiro lance perigoso do jogo. Aos 13min, após cobrança de escanteio, Michel cabeceou no travessão e quase marcou o primeiro dos visitantes. Arremates de Norberto e, principalmente, de Netinho também assustaram o goleiro Weverton.

O jogo era complicado. Mas o zagueiro Cléber deu carrinho em Marcelo dentro da área. Pênalti para o Atlético-PR. Elias cobrou e fez 1 a 0 para o time paranaense. “Precisamos trabalhar mais a bola para fazer o segundo e ficar tranquilo no jogo”, disse o autor do tento atleticano.

Aliás, o Atlético-PR voltou menos ansioso para o segundo tempo. E criava boas oportunidades. Aos 15min, Cléberson, por exemplo, acertou a trave. O América-RN jogava no erro do rival e tentava encaixar um contra-ataque. A partida parecia tranquila para os paranaenses.

Mas os erros de passe e, principalmente, a falta de inspiração dos donos da casa custaram caro. Aos 30min, Pingo, livre dentro da área, completou bela jogada do lado direto e deixou tudo igual. Na base da vontande, os atleticanos ainda tentaram o segundo, mas esbarraram na eficiente marcação do rival. 1 a 1.