PUBLICIDADE
Topo

Pole Position

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Saiba como Verstappen pode conquistar primeiro título na F1 neste domingo

É a primeira vez que Max Verstappen tem a chance de se tornar campeão da Fórmula 1 - Mark Thompson/Getty Images
É a primeira vez que Max Verstappen tem a chance de se tornar campeão da Fórmula 1 Imagem: Mark Thompson/Getty Images
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

30/11/2021 04h00

Mesmo com Lewis Hamilton vindo de duas vitórias seguidas, é Max Verstappen quem tem a chance de selar a conquista do que seria seu primeiro título mundial da Fórmula 1 já neste final de semana, no GP da Arábia Saudita, a penúltima etapa do campeonato. Mas a tarefa do holandês de 24 anos não é das mais fáceis: ele precisa marcar 18 pontos a mais que o rival. É a primeira vez na carreira que o piloto chega a uma corrida com a chance de selar o título.

Isso quer dizer que, para Hamilton, um quinto lugar basta para levar a decisão para Abu Dhabi, mesmo que Verstappen ganhe e faça a volta mais rápida da corrida, conquistando o ponto extra. Se o piloto da Mercedes fizer menos de 10 pontos, o campeonato pode ser decidido já na Arábia Saudita por uma combinação de resultados.

Verstappen é campeão se:

  • Vencer a corrida, fizer a volta mais rápida e Hamilton for no máximo sexto colocado.

  • Vencer a corrida e Hamilton for no máximo sétimo.

  • For segundo colocado, fizer a volta mais rápida e Hamilton for no máximo décimo.

  • For segundo colocado e Hamilton não pontuar.

Um resultado deste tipo, com Verstappen marcando 18 pontos a mais que Hamilton, só aconteceu em uma oportunidade nesta temporada: foi no GP de Mônaco, que foi vencido pelo holandês e no qual o inglês sofreu para fazer os pneus de sua Mercedes funcionar, terminando apenas em sétimo lugar.

A pista de Mônaco, na qual se usa a configuração de alta pressão aerodinâmica, não favorece a Mercedes devido à filosofia do carro, e não poderia ser mais diferente do que os pilotos vão encontrar na estreia da Arábia Saudita: mesmo que o circuito de Jedá também seja de rua, a média de velocidade é a segunda maior da temporada, perdendo apenas para Monza.

É por isso que a Mercedes, que consegue tirar mais pressão aerodinâmica do carro do que a Red Bull, o que é necessário para este tipo de pista, chega confiante para a penúltima etapa do ano. O time tem uma chance remota de se tornar campeão de construtores em Jedá. Para isso, eles precisariam fazer 38 pontos a mais que a Red Bull, o que só aconteceu no GP da Grã-Bretanha, um fim de semana desastroso para o time de Verstappen em que sua equipe saiu zerada depois de um acidente entre ele e Hamilton e de uma corrida muito difícil para Perez depois de uma rodada na sprint, que o fez largar no fundo do pelotão.

O primeiro contato dos pilotos com a pista da Arábia Saudita será nos treinos livres desta sexta-feira, em duas sessões de uma hora cada, começando às 10h30 e às 14h, pelo horário de Brasília. O GP, que será realizado à noite em Jedá, tem largada às 14h30 do domingo.