PUBLICIDADE
Topo

Pole Position

Perez confia que não vai perder vaga para Vettel e critica "besteiras"

Sergio Perez no paddock do Circuito da Catalunha, na Espanha - Racing Point/Divulgação
Sergio Perez no paddock do Circuito da Catalunha, na Espanha Imagem: Racing Point/Divulgação
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

13/08/2020 13h46

De volta ao paddock da Fórmula 1 após perder duas corridas por conta do coronavírus, Sergio Perez demonstrou confiança de que não vai perder sua vaga na Racing Point para Sebastian Vettel na temporada que vem. E criticou o que chamou de "histórias desrespeitosas" em relação a como contraiu a doença.

"Em relação aos rumores sobre Sebastian acho que não há nada que eu possa fazer. O que ouvi da equipe é que eles querem continuar comigo. Acredito que é só uma questão de tempo antes de que estes rumores desapareçam", disse o piloto, que apresentou um teste negativo para coronavírus nesta quarta-feira e já retomou suas atividades normalmente.

O mexicano, que tem contrato para 2021 e 2022 com a equipe que vai se tornar a Aston Martin ano que vem, inclusive negou que esteja conversando com qualquer outra equipe. Há cerca de um mês, ele tinha revelado que foi sondado por um time, a Alfa Romeo. "Não estão falando com ninguém, já que a minha posição dentro da equipe parece estar bastante segura e essa é a sensação que eu estou tendo."
Perez é muito querido dentro da Racing Point por ter atuado ativamente na recuperação da equipe durante o processo de administração, em meados de 2018, antes que um consórcio liderado por Lawrence Stroll comprasse a equipe, ex-Force India. O mexicano também traz patrocínios importantes para o time.

"Inventaram histórias desrespeitosas"

Perez mostrou estar bastante irritado com alguns rumores que surgiram após seu resultado positivo, com fotos que ele teria supostamente tirado na viagem que fez ao México para visitar a mãe, que tinha sido liberada do hospital depois de um acidente. Não existe confirmação se as fotos são mesmo recente e o mexicano diz ter tomado todos os cuidados.

"Achei esses comentários muito pouco profissionais. Fui para o México por dois dias para ver minha mãe, tomando todos os cuidados? eu vi as pessoas falando que eu tinha tirado selfies com várias pessoas, que eu tinha inventado histórias sobre a minha mãe. Vi um monte de besteira e coisas desrespeitosas. As pessoas aqui na F1 acham que são à prova de balas em relação ao vírus e não é assim. Eu tomei todas as precauções, assim como todo mundo aqui no paddock. Aconteceu comigo e aconteceu também com um amigo de uma outra equipe, que me telefonou para contar. Isso pode acontecer com qualquer um. E as pessoas ficam inventando histórias ao invés de se preocupar com a saúde dos outros."

Perez disse ter tido apenas sintomas leves do coronavírus, especialmente fadiga, mas conseguiu manter seus treinamentos físicos e acredita que não terá problemas no GP da Espanha neste final de semana.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.