PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Seleção brasileira se preocupa com expectativa com Raphinha após bom início

O atacante Raphinha atuou entre os titulares da seleção brasileira contra o Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002, na Arena Amazônia - 14/10/2021 - Lucas Figueiredo/CBF
O atacante Raphinha atuou entre os titulares da seleção brasileira contra o Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002, na Arena Amazônia - 14/10/2021 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

11/11/2021 12h36

A seleção brasileira deve ter Raphinha entre os titulares como sinalizou Tite no último treino antes de enfrentar a Colômbia. Depois de um excelente início com a amarelinha, o jogador despertou expectativa em torcida, imprensa e na própria comissão sobre como será sua sequência nas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Na coletiva de imprensa de ontem (10), Tite fez questão de afirmar que o atleta de 24 anos ainda é jovem e terá altos e baixos. Ele sabe que os olhos estarão virados para o jogador do Leeds United, especialmente após o show do Brasil contra o Uruguai. Naquela ocasião, ele foi um dos principais nomes.

Raphinha teve um aproveitamento tão bom da chance que teve que conseguiu ultrapassar concorrentes de peso por uma vaga na ponta da seleção como Vinícius Júnior, que chegou a ficar de fora da primeira lista, mas foi chamado de novo após o corte de Roberto Firmino. Além do jogador do Real Madrid, nomes como Richarlison, que não foi nem convocado, e Antony, que ficará no banco, também querem espaço no setor.

No treino da véspera, no CT Joaquim Grava, Tite o colocou entre os titulares ao lado de Lucas Paquetá, Neymar e Gabriel Jesus. O quarteto é o mesmo que passou por cima do Uruguai e fez a torcida se animar com o ótimo desempenho. A questão é saber se a tônica vai se repetir diante da Colômbia.

Praticamente classificada para a Copa do Mundo de 2022, a seleção agora busca o entrosamento perfeito do seu ataque e para os problemas recorrentes de criação. Se conseguirem bom desempenho diante de Colômbia e Argentina, os quatro devem ficar ainda mais perto de confirmarem uma vaga no Qatar.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram