PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lavieri: Palmeiras encontrou o quarteto ideal para enfrentar o Flamengo?

Raphael Veiga e Gustavo Scarpa comemoram gol do Palmeiras contra o Atlético-GO pelo Brasileirão - Ettore Chiereguini/AGIF
Raphael Veiga e Gustavo Scarpa comemoram gol do Palmeiras contra o Atlético-GO pelo Brasileirão Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

10/11/2021 22h19

Abel Ferreira pode insistir nas coletivas de imprensa que só pensa jogo a jogo. Mas é impossível que o Palmeiras não esteja com a cabeça na final da Libertadores contra o Flamengo, no dia 27 de novembro. E a questão que ficou ainda mais em evidência na boa vitória por 4 a 0 em cima do Atlético-GO é se Raphael Veiga e Gustavo Scarpa poderão ser titulares no Uruguai.

Os dois voltaram a ser decisivos com gols e assistências no triunfo, o sexto consecutivo que aproxima cada vez mais o Alviverde de garantir uma vaga no G4, já que o Atlético-MG está cada vez mais perto do título.

É inegável que os dois dão muita qualidade técnica, mesmo que Scarpa atue um pouco mais aberto do que gosta no atual modelo que tem tido um quarteto inspirado. Com Dudu do outro lado e com Rony à frente, o ataque fica bastante móvel e não depende de uma referência como Luiz Adriano, que não está bem e não tem merecido receber chances de Abel.

Além disso, os dois são ótimas opções para diferentes opções de bola parada, ao lado também de Zé Rafael que tem batido algumas faltas. A questão é: será que esse esquema é bom contra um time que tem um ataque tão poderoso quanto o Flamengo?

Diante do Atlético-MG, na semifinal da Libertadores, a opção de Abel foi armar um ferrolho e jogar no contra-ataque. A questão é que o técnico ainda não confia 100% na recomposição de Scarpa e tem algumas observações no jogo dele sem a bola. Uma opção seria rechear o meio-campo colocando Felipe Melo ao lado de Danilo e Zé Rafael, com Veiga sozinho na armação, e Dudu e Rony atuando mais à frente.

Se quiser, pode voltar a atuar com Luiz Adriano como referência, com Rony e Dudu abertos e voltando bastante para acompanhar os laterais e pontas adversários, com Felipe Melo fazendo a contenção e novamente Veiga sozinho na armação, mas também com bastante responsabilidade defensiva. Assim, o time perde um pouco de criatividade, mas ganha na proteção a Weverton.

A verdade é que a sequência do Palmeiras tem servido para Abel Ferreira fazer testes e encontrar alternativas para atuar contra o Flamengo dependendo da sua necessidade. E o Brasileirão tem sido um excelente treino de luxo para isso.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL