PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

Palmeiras faz seu pior jogo na "Era Abel", mas arranca ponto importante

Santos e Palmeiras se enfrentam pela 24ª rodada do Brasileirão - Fernanda Luz/AGIF
Santos e Palmeiras se enfrentam pela 24ª rodada do Brasileirão Imagem: Fernanda Luz/AGIF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

05/12/2020 19h09

Novamente afetado pelo excesso de desfalques, inclusive com a ausência do próprio técnico na beira do gramado, o Palmeiras fez o seu pior jogo desde a chegada de Abel Ferreira. Ainda assim, a equipe conseguiu deixar a Vila Belmiro com um ponto importante na classificação do Brasileirão em partida fora de casa, contra um adversário direto na briga pelas primeiras colocações.

Diante de um Santos que repetia a escalação do jogo contra a LDU, o Alviverde começou bem, mas logo perdeu o domínio do jogo e viu Viña com dificuldades na marcação de Marinho, um dos melhores em campo. Um dos pontos fortes do time, o uruguaio não teve um sábado inspirado.

Foi nítido que a equipe da capital sentiu o ritmo do jogo, por conta do desgaste físico dos que atuam em sequência e até pela falta de ritmo daqueles que ainda não atuavam com frequência. Empereur, por exemplo, demonstrou dificuldades durante quase toda a partida. Emerson Santos, improvisado de volante, alternou bons e maus momentos.

Até mesmo na derrota para Goiás também com vários desfalques o Palmeiras tinha mostrado um futebol melhor, mas sofreu o gol praticamente no último lance.

O jogo contra o Santos também marcou um teste do Palmeiras de Abel Ferreira contra um time melhor. Desde a sua chegada, o português teve uma boa sequência de resultados, mas contra adversários de qualidade inferior como Vasco, Ceará e até mesmo o Delfín pela Libertadores.

Agora, o Alviverde volta a atuar na terça-feira e precisa torcer para que mais jogadores estejam disponíveis para Abel. O próprio português já havia dito que a sua principal missão seria gerir o grupo em meio no apertado calendário do futebol com o excesso de desfalques. A equipe viaja para o Paraguai para iniciar as quartas de final da Libertadores contra o Libertad.