PUBLICIDADE
Topo

Pandemia trava bom início de Reinier, que pode ser emprestado pelo Real

Reinier foi apresentado no Real Madrid no dia 18 de fevereiro - REUTERS/Juan Medina
Reinier foi apresentado no Real Madrid no dia 18 de fevereiro Imagem: REUTERS/Juan Medina
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

08/07/2020 04h00

O bom início de trajetória de Reinier na Europa foi interrompido pela pandemia de Covid-19 e, por isso, o Real Madrid pode se ver forçado a emprestá-lo na próxima temporada. A possibilidade de atuar em um time de menor expressão na Europa já existia, mas foi reforçada com a paralisação do calendário mundial.

Nos três primeiros jogos no Real Madrid B, a revelação flamenguista fez dois gols e deu uma assistência, com 224 minutos jogados. Se continuasse a se destacar, poderia entrar na briga por uma vaga no time principal, mas seu destino parece ser o mesmo de outras apostas que foram contratadas recentemente pela equipe de Zidane.

Em julho do ano passado, Martin Odeegard, revelação norueguesa, foi emprestado para o Real Sociedad. Antes, já havia atuado pelo Heerenveen e pelo Vitesse, ambos da Holanda. Já o uruguaio Fede Valverde foi contratado do Peñarol, atuou pelo Real B e, em seguida, foi emprestado para o La Coruña.

No primeiro momento, o destino considerado ideal para Reinier é um time de primeira divisão da Europa. A ideia é que ele consiga ter mais minutos de jogo para poder se adaptar e, então, ainda com 19 anos de idade, volte a estar nos planos do time principal. No início deste ano, logo que teve seu nome anunciado, o meia-atacante foi ventilado no Valladolid.

Como se não bastasse a paralisação, a pandemia ainda gerou atraso em outros processos burocráticos que também colaborariam com a abertura de uma vaga no time principal. Vinicius Júnior cumpre a burocracia para conseguir um passaporte europeu e aguarda a marcação de uma prova que faz parte do processo. Como esse procedimento também foi atrasado, a fila por uma vaga de estrangeiro vai demorar mais andar.

Reinier começou a estudar espanhol no início do ano e manteve aulas até mesmo na concentração do Pré-Olímpico, na Colômbia. Ele mora em um condomínio próximo ao centro de treinamento e é vizinho de Vinícius Júnior, Rodrygo e outros atletas do Real.