PUBLICIDADE
Topo

Pré-candidato do PSOL promete 'repensar segurança pública racista'

Pedro Vilas Boas e Matheus Mattos

Colaboração para o UOL

26/05/2022 10h34Atualizada em 26/05/2022 11h46

O pré-candidato ao governo da Bahia Kleber Rosa (PSOL) prometeu "repensar a segurança pública" e criticou a gestão do PT no estado, durante sabatina UOL/Folha realizada hoje. Ele ainda chamou a segurança pública na Bahia de racista e genocida para o povo negro.

Disse que vai priorizar a investigação policial, "que evita violência no enfrentamento ao crime", e propôs uma reestruturação, garantindo carreira para os investigadores da Polícia Civil e Militar.

"Nós temos uma segurança pública extremamente racista, com viés fascista e com índices genocidas. A segurança pública voltada para o confronto só é possível porque há processo de naturalização da morte dos corpos negros. Ela é voltada para emparedar e combater essa população. Precisamos fazer o diagnóstico sério", afirmou.

"Rui Costa, ele é um defensor desse modelo de segurança pública, inclusive em vários momentos se posicionou respaldando ações violentas de promoção de chacinas. Ele busca dar retaguarda a ações que impulsionam a violência."

Prometeu fazer uma "abolição de verdade, que o Brasil não fez", aumentando o acesso da população negra à sua cidadania. "População negra é simbolicamente incluída, mas é politicamente negada."

Também se posicionou contra a privatização da Embasa, companhia de saneamento da Bahia. "Não dá para privatizar a água. Não podemos transformar a água em mercadoria e entregar para grupos econômicos."

Sobre a educação, disse que é necessário um modelo que tenha "mais educação e menos militarização".

"Tarefa número um: reestruturar a carga horária dos professores. Os professores têm que dar 26 horas-aula, colocando mais tempo para o professor produzir, pesquisar e elaborar, e menos tempo em sala de aula, para que possa fornecer um ambiente de educação satisfatório".

Em seguida, ele focou no combate ao analfabetismo e na necessidade de dar condições de vida para as pessoas focarem nos estudos.

Pesquisa Genial/Quaest

Segundo pesquisa Genial/Quaest divulgada no dia 18, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil) está na liderança de intenção de votos para o governo da Bahia. Com 67%, ele venceria no primeiro turno caso as eleições fossem hoje.

Os demais candidatos somam 12% das intenções de voto. O ex-secretário de Educação da Bahia Jerônimo Rodrigues (PT) tem 6%; o ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), 5%; e o professor Kleber Rosa (PSOL), 1%. Como a margem de erro é de 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos, esses três pré-candidatos empatam tecnicamente. O professor Giovani Damico (PCB) não pontuou.

Brancos, nulos e aqueles que disseram que não pretendem votar somam 12%. Indecisos são 8%.

Calendário das sabatinas na Bahia

  • 27/05 - 10h - Jerônimo Rodrigues (PT)

Nas próximas semanas, também serão feitas sabatinas com candidatos ao governo do Paraná, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Sul.