PUBLICIDADE
Topo

Prioridade, diz Santa Cruz sobre investigação do assassinato de Marielle

Colaboração para o UOL

16/05/2022 10h29Atualizada em 16/05/2022 15h28

O pré-candidato do PSD ao governo do Rio de Janeiro, Felipe Santa Cruz, disse, durante sabatina UOL/Foha realizada hoje, que a investigação do caso Marielle Franco, vereadora carioca assassinada a tiros junto com seu motorista, será prioridade em seu eventual governo.

A falta de respostas concretas no assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes ainda é um assunto importante no estado, quatro anos após o crime. Santa Cruz colocou o tema como "prioridade total" em seu eventual governo e revelou um incômodo.

"Passei três anos no Conselho Federal da OAB com a placa da rua Marielle Franco. Me sinto pessoalmente atingido por isso, por esse silêncio que grita aos ouvidos dos cidadãos. No nosso governo será uma prioridade descobrir o mandante do assassinato."

Questionado sobre a efetividade da polícia e as soluções que pretende realizar quando eleito, ele defendeu uma reintegração entre os Poderes.

"Não há saída para o Rio de Janeiro que não passe por uma integração, por arrumar a casa com o Ministério Público, o Poder Judiciário, a Secretaria de Assistência Penitenciária. Ou seja, organizar a polícia e toda área do sistema de Justiça."

Pesquisa Datafolha

Segundo pesquisa Datafolha divulgada em abril, há um empate técnico na liderança entre o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) e o atual governador Cláudio Castro (PL).

O terceiro lugar traz oito candidatos tecnicamente empatados: Anthony Garotinho (União Brasil), com 7%; Rodrigo Neves (PDT), com 5%; Eduardo Serra (PCB), com 4%; General Santos Cruz (Podemos), também com 4%; Cyro Garcia (PSTU), com 3%; André Ceciliano (PT), com 2%; Felipe Santa Cruz (PSD), com 2%; e Paulo Ganime (Novo), que tem 1% das intenções de voto.

A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Calendário das sabatinas no Rio

  • 16/5 - 10h - Felipe Santa Cruz (PSD)
  • 18/5 - 10h - Rodrigo Neves (PDT)
  • 18/5 - 16h - Anthony Garotinho (União Brasil)
  • 19/5 - 10h - Eduardo Serra (PCB)
  • 19/5 - 16h - Cyro Garcia (PSTU)
  • 20/5 - 10h - Marcelo Freixo (PSB)
  • 20/5 - 16h - Cláudio Castro (PL)

As sabatinas acontecem até o dia 20, sempre ao vivo, com uma hora de duração e com transmissão pela internet nos sites e perfis nas redes sociais do UOL e da Folha. Os entrevistadores serão os colunistas do UOL Kennedy Alencar e Chico Alves e o repórter da Folha Italo Nogueira.

Se houver segundo turno, as sabatinas serão realizadas na semana de 10 a 14 de outubro. As datas foram decididas em reunião com as campanhas, na qual foram aceitas as regras das sabatinas.