PUBLICIDADE
Topo

Paraná Pesquisas em MG: Zema tem 46,8% e venceria no 1º turno; Kalil é o 2º

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (à esquerda), e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (à direita) - Marcello Casal Jr./Agência Brasil e Gledston Tavares/Framephoto/Estadão Conteúdo
O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (à esquerda), e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (à direita) Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil e Gledston Tavares/Framephoto/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

16/05/2022 09h37Atualizada em 16/05/2022 09h42

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas divulgado hoje aponta vitória do governador Romeu Zema (Novo) no primeiro turno, na disputa pelo governo de Minas Gerais, com 46,8% das intenções de voto na pesquisa estimulada —quando o entrevistado recebe uma lista com os nomes de pré-candidatos. No cenário com mais nomes testados, o percentual alcançado pelo atual chefe do Executivo estadual é maior do que a soma de todos os seus adversários, que foi de 35%.

O ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) aparece em segundo lugar, com 26,8%.

Na sequência, vêm o senador Carlos Viana (PL), com 5,4%; o deputado federal Marcus Pestana (PSDB), com 1,7%, e Renata Regina (PCB), com 0,6%. Como a margem de erro é de 2,4 pontos percentuais para mais ou para menos, esses três pré-candidatos estão tecnicamente empatados.

Miguel Corrêa (PT) tem 0,3%, e Lorene Figueiredo (PSOL), 0,2%. Na margem de erro, empatam com Pestana e Renata, mas não com Viana. 7,3% dos entrevistados não sabem ou não responderam, enquanto a soma dos que não escolheram nenhum, votariam branco ou nulo foi de 10,9%.

A pesquisa de hoje não é comparável com a edição anterior feita pelo instituto, em novembro do ano passado, já que houve mudança na metodologia e nos pré-candidatos apresentados aos entrevistados.

O levantamento foi contratado pelo próprio Paraná Pesquisas, que ouviu 1.680 eleitores com 16 anos ou mais em 78 cidades de Minas Gerais entre os dias 8 e 13 de maio. As entrevistas foram feitas pessoalmente. O índice de confiança do levantamento é de 95%. O registro junto TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é MG - 04957/2022.

Primeiro turno

Cenário 1

  • Romeu Zema (Novo): 46,8%
  • Alexandre Kalil (PSD): 26,8%
  • Jornalista Carlos Viana (PL): 5,4%
  • Marcus Pestana (PSDB): 1,7%
  • Renata Regina (PCB): 0,6%
  • Miguel Corrêa (PT): 0,3%
  • Lorene Figueiredo (PSOL): 0,2%
  • Não sabe/não respondeu: 7,3%
  • Nenhum/branco/nulo: 10,9%

Cenário 2:

  • Romeu Zema (Novo): 47,7%
  • Alexandre Kalil (PSD): 27,3%
  • Jornalista Carlos Viana (PL): 5,4%
  • Renata Regina (PCB): 0,6%
  • Miguel Corrêa (PT): 0,3%
  • Lorene Figueiredo (PSOL): 0,2%
  • Não sabe/não respondeu: 7,5%
  • Nenhum/branco/nulo: 11%

Cenário 3:

  • Romeu Zema (Novo): 48,5%
  • Alexandre Kalil (PSD): 27,5%
  • Jornalista Carlos Viana (PL): 5,5%
  • Não sabe/não respondeu: 7,4%
  • Nenhum/branco/nulo: 11,2%

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados não recebem uma lista prévia de pré-candidatos, Zema fica com 16,9%. Kalil registra 8,3%.

Veja o resultado a seguir:

  • Romeu Zema (Novo): 16,9%
  • Alexandre Kalil (PSD): 8,3%
  • Aécio Neves (PSDB): 0,7%
  • Jornalista Carlos Viana (PL): 0,5%
  • Marcus Pestana (PSDB): 0,1%
  • Outros nomes citados: 0,9%
  • Não sabe/não respondeu: 65,4%%
  • Nenhum/branco/nulo: 7,3%

Simulações para o Senado

O levantamento também fez duas simulações da disputa pelo Senado em Minas Gerais. No cenário com mais nomes, o deputado federal Aécio Neves (PSDB) aparece com 20,8% das intenções de voto.

O parlamentar é seguido pelo também deputado Reginaldo Lopes (PT), com 8,3%; pelo senador Alexandre Silveira (PSD), com 6,3%; pela vereadora Duda Salabert (PDT), com 5,3%, e pelo ex-ministro Marcelo Álvaro Antônio (PL), com 3,9%. Como a margem de erro é de 2,4 pontos percentuais para mais ou para menos, eles ficariam tecnicamente empatados.

O deputado federal Marcelo Aro (PP) registrou 2,1%, empatando com Silveira, Salabert e Álvaro Antônio.

Veja a seguir o resultado das sondagens:

Cenário 1:

  • Aécio Neves (PSDB): 20,8%
  • Reginaldo Lopes (PT): 8,3%
  • Alexandre Silveira (PSD): 6,3%
  • Duda Salabert (PDT): 5,3%
  • Marcelo Álvaro Antônio (PL): 3,9%
  • Marcelo Aro (PP): 2,1%
  • Não sabe/não respondeu: 20,2%
  • Nenhum/branco/nulo: 33,1%

Cenário 2:

  • Reginaldo Lopes (PT): 9,2%
  • Alexandre Silveira (PSD): 8,1%
  • Marcelo Álvaro Antônio (PL): 5,6%
  • Marcelo Aro (PP): 4,9%
  • Não sabe/não respondeu: 27,7%
  • Nenhum/branco/nulo: 44,5%

O Paraná Pesquisas é uma empresa de Curitiba, fundada em 1990. Realizou seu primeiro levantamento sobre intenções de voto para presidente em 2013 e, desde então, divulga pesquisas eleitorais pagas com recursos próprios ou de financiadores diversos. Na eleição de 2018, o instituto fez pesquisas com entrevistas presenciais de eleitores em suas casas financiadas pela empresa de consultoria de investimentos Empiricus e pela Fundação Presidente Jânio Quadros, ligada ao PRTB.

Atualmente, o Paraná Pesquisas também realiza levantamentos por telefone, com operadores treinados conversando com eleitores. O instituto informou ao UOL que realiza pesquisas usando diferentes métodos, a depender do que foi acordado com o financiador do levantamento.