PUBLICIDADE
Topo

Genial/Quaest em MG: Zema lidera com 41%; Kalil tem 30%; e Viana, 9%

O governador de MG, Romeu Zema (Novo), o ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) e o senador Carlos Viana (PL) - Marcello Casal Jr./Agência Brasil - Reprodução/Redes sociais/Pedro França/Agência Senado
O governador de MG, Romeu Zema (Novo), o ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) e o senador Carlos Viana (PL) Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil - Reprodução/Redes sociais/Pedro França/Agência Senado

Do UOL, em São Paulo

13/05/2022 09h23Atualizada em 13/05/2022 12h47

Pesquisa Genial/Quaest divulgada hoje aponta o atual governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), à frente na corrida eleitoral para o governo do estado, com 41% na pesquisa estimulada — quando é apresentada a lista de nomes dos pré-candidatos. O ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) aparece em segundo lugar, com 30%.

O senador Carlos Viana (PL) aparece em terceiro lugar, com 9% das intenções de voto. Brancos, nulos e aqueles que disseram que não pretendem votar somam 11%, e indecisos, 10%.

Com 41%, Zema possui mais intenções de voto do que os demais pré-candidatos somados (39%) e, por isso, há a possibilidade de vitória em primeiro turno. No entanto, por conta da margem de erro de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa também indica chance de a disputa ir para o segundo turno.

Foram ouvidas 1.480 pessoas entre 7 e 10 de maio. A pesquisa foi contratada pelo Banco Genial e registrada na Justiça Eleitoral com o número MG-03191/2022. O nível de confiança, segundo o instituto, é de 95%.

Não é possível fazer uma comparação com a pesquisa anterior, divulgada em março, porque a lista de pré-candidatos é diferente.

Intenção de voto para governador no primeiro turno (estimulada)

  • Zema (Novo): 41%
  • Kalil (PSD): 30%
  • Viana (PL): 9%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 11%
  • Indecisos: 10%

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, quando a lista de pré-candidatos não é apresentada aos entrevistados, 82% disseram que ainda não escolheram seu candidato a governador. Veja abaixo:

  • Ainda não escolhi: 82%
  • Zema (Novo): 10%
  • Kalil (PSD): 5%
  • Outros: 2%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 2%

Segundo turno

A pesquisa também simulou dois cenários de possível segundo turno, com Zema saindo vitorioso em ambos — contra Kalil e Viana.

Cenário 1

  • Zema (Novo): 48%
  • Kalil (PSD): 35%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 9%
  • Indecisos: 8%

Cenário 2

  • Zema (Novo): 59%
  • Viana (PL): 18%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 14%
  • Indecisos: 9%

Pesquisa para o Senado

O instituto também fez um levantamento sobre as intenções de voto dos eleitores mineiros para o Senado com quatro cenários. No primeiro, o deputado estadual Cleitinho Azevedo (PSC) aparece na liderança, com 17% das intenções de voto.

Ele é seguido pelo deputado federal Reginaldo Lopes (PT), com 9%, pelo atual senador Alexandre Silveira (PSD), com 8%, e pelo deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PL), com 5%. Com a margem de erro, esses três pré-candidatos empatam tecnicamente.

Álvaro Antônio, ex-ministro do Turismo, também empata tecnicamente com o deputado federal Marcelo Aro (PP), que tem 2%. Brancos e nulos somam 36%, e indecisos, 23%.

Não é possível fazer uma comparação com a pesquisa anterior porque a lista de pré-candidatos é diferente.

Veja abaixo os cenários testados da pesquisa estimulada:

Cenário 1

  • Azevedo (PSC): 17%
  • Lopes (PT): 9%
  • Silveira (PSD): 8%
  • Álvaro Antônio (PL): 5%
  • Aro (PP): 2%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 36%
  • Indecisos: 23%

Cenário 2

  • Silveira (PSD): 13%
  • Álvaro Antônio (PL): 8%
  • Aro (PP): 5%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 47%
  • Indecisos: 27%

Cenário 3

  • Lopes (PT): 12%
  • Álvaro Antônio (PL): 10%
  • Aro (PP): 7%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 45%
  • Indecisos: 26%

Cenário 4

  • Lopes (PT): 10%
  • Silveira (PSD): 10%
  • Álvaro Antônio (PL): 8%
  • Aro (PP): 5%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 42%
  • Indecisos: 26%

Na pesquisa espontânea, 96% dos entrevistados disseram que ainda não escolheram seu candidato ao Senado.

Sobre o instituto

O Quaest é um instituto de pesquisas com sede em Belo Horizonte. Até 2020, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a empresa realizava pesquisas eleitorais só em Minas Gerais. Hoje, faz levantamentos sobre intenções de voto para presidente. O instituto tem uma parceria com a Genial Investimentos, a qual financia levantamentos sobre a corrida presidencial de 2022. As pesquisas são realizadas com entrevistas presenciais.