Topo

Testes e lançamentos


Volkswagen apresenta a 8ª geração do Golf, conectada e híbrida; saiba tudo

De acordo com a agência de notícias AFP, desenvolvimento do novo Golf exigiu investimento de quase R$ 9 bilhões - Divulgação
De acordo com a agência de notícias AFP, desenvolvimento do novo Golf exigiu investimento de quase R$ 9 bilhões
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/10/2019 13h32

Resumo da notícia

  • Novo Golf estreia na Alemanha em dezembro
  • Carro traz tecnologia que "conversa" com veículos e sinais de trânsito
  • Hatch terá ao todo cinco versões híbridas para poupar combustível
  • Ainda não há informação sobre estreia no Brasil
  • Nova geração deverá vir importada para cá

A Volkswagen apresentou na tarde de hoje em Wolfsburg (Alemanha) a oitava geração do Golf, icônico carro da marca lançado originalmente há 45 anos. O hatch médio, que já teve mais de 35 milhões de unidades vendidas no mundo, chega às concessionárias alemãs e austríacas no início de dezembro, trazendo novo visual e foco na conectividade e na eletrificação.

Ainda não há informações sobre a estreia no mercado brasileiro, onde deverá ser comercializado via importação.

A produção local do Golf 7 em São José dos Pinhais (PR) será encerrada este ano e não há indícios de que a nova geração será produzida localmente.

Horas antes do lançamento, imagens oficiais do carro já circulavam na internet, conforme UOL Carros noticiou.

Muito do perfil tradicional do modelo foi mantido. A frente concentra mais mudanças. Os faróis são novos, mais afilados e totalmente de LED, com um filete na parte superior que se estende, invadindo parte das laterais do carro, na região dos para-lamas. Também há um filete de LEDs que atravessa toda a grade dianteira.

As colunas traseiras continuam largas - uma "marca registrada" do modelo desde a primeira geração, lançada em 1974 com a missão de substituir o Fusca como carro para as massas. Por outro lado, os vincos na linha de cintura estão mais marcados. Na traseira, o novo desenho das lanternas, de contornos irregulares e também com LEDs, lembra o conjunto utilizado no VW Tiguan Allspace.

O Golf 8 também adota o novo logotipo da Volkswagen e, na parte traseira, um emblema traz o nome do hatch, centralizado.

Cabine totalmente reformulada

Cabine traz painel digital integrado à central multimídia, alavanca de câmbio de Porsche e "head-up display" - Divulgação
Cabine traz painel digital integrado à central multimídia, alavanca de câmbio de Porsche e "head-up display"
Imagem: Divulgação

Porém, é na parte de dentro que o novo Golf recebeu mais novidades. A cabine é completamente nova, trazendo quadro de instrumentos digital mais integrado ao sistema multimídia, em um conjunto horizontal. As saídas do ar-condicionado são elegantes e colocadas de forma harmônica no painel, lembrando as do Volkswagen Passat.

O multimídia é semelhante ao adotado em VW Polo e Virtus e foram instalados botões para funções principais logo abaixo, no painel.

Já a alavanca do câmbio é idêntica à do novo Porsche 911, em formato de joystick e sem conexão física com a caixa de transmissão. A marca de esportivos faz parte do Grupo Volkswagen. Também é possível personalizar a cabine com diferentes opções de luzes.

Segurança reforçada

De acordo com a fabricante, opcionalmente será oferecido um "head-up display", equipamento que exibe no para-brisa informações importantes como velocidade e navegação GPS.

Executivos da marca confirmaram também que vários comandos poderão ser feitos por meio de gestos, como abrir o teto solar, e mais importante: da mesma forma que o elétrico I.D.3, apresentado em setembro no Salão de Frankfurt, o novo Golf estará permanentemente conectado à internet, abrindo espaço para uma série de serviços e aplicações. É como um smartphone.

Além do acesso à internet, o Golf 8 também se conecta a outros veículos e também à infraestrutura de tráfego, como sinais de trânsito, por meio da tecnologia Car2X. A fabricante afirma que, com o recurso, é possível receber alertas e informações de carros com o mesmo sistema a uma distância de até 800 metros.

Esse equipamento será padrão em todas as versões, que também vão trazer assistente de manutenção de faixa e frenagem automática de emergência.

Híbrido leve

Traseira exibe novo logotipo da VW e emblema com nome do carro centralizado, como no T-Cross - Divulgação
Traseira exibe novo logotipo da VW e emblema com nome do carro centralizado, como no T-Cross
Imagem: Divulgação

Com o Golf 8, a Volkswagen diz que inicia uma "ofensiva híbrida". Serão oferecidas nada menos que cinco versões híbridas, três das quais trazendo pela primeira vez no Golf a tecnologia híbrida leve de 48V - motor de arranque, alternador e gerador são reunidos em um só componente, que também funciona como um pequeno motor elétrico para movimentar o carro a baixas velocidades com eletricidade para poupar combustível em até 10%.

A solução está presente nos lançamentos recentes da Audi, a marca de luxo do Grupo Volkswagen.

Segundo a VW, essas versões hibridas, chamadas de eTSI, utilizam motor turbo a gasolina e rendem potências de 110 cv, 130 cv e 150 cv.

O Golf 8 também conta com duas versões híbridas plug-in, cujas novas baterias de íons de lítio com capacidade de 13kWh são recarregadas na tomada. Uma delas rende 204 cv enquanto o novo Golf GTE, configuração mais esportiva, entrega 245 cv de potência. Ambas são capazes de rodar no modo 100% elétrico por aproximadamente 60 km, informa a Volkswagen.

No mercado europeu, o novo Golf também estará disponível com opções de motor a diesel e a GNV. As motorizações a diesel geram 115 cv ou 150 cv e, afirma a VW, tiveram redução nas emissões de óxidos de nitrogênio de até 80%, enquanto o consumo caiu até 17%. As melhorias nesses motores são uma resposta ao escândalo do dieselgate, no qual a Volks foi punida com pesadas multas por burlar testes de emissões de poluentes.

De acordo com a agência de notícias "AFP", a nova geração do hatch demandou investimento de quase 2 bilhões de euros (cerca de R$ 8,9 bilhões na conversão direta) para ganhar as ruas. Além disso, o desenvolvimento do software foi mais complexo do que o esperado. Por conta disso, a montadora teve de desistir de instalar várias funções eletrônicas inicialmente previstas para respeitar o prazo de lançamento.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Testes e lançamentos