Topo

Mão na roda


Mão na roda

Cobrança automática de pedágio? Saiba como funciona nas estradas do Brasil

14.nov.2013 - Trânsito parado desde o pedágio na rodovia dos Imigrantes, na altura de São Bernardo do Campo (SP), na véspera do feriado da Proclamação da República - Daniel Sobral/Futura Press/Estadão Conteúdo
14.nov.2013 - Trânsito parado desde o pedágio na rodovia dos Imigrantes, na altura de São Bernardo do Campo (SP), na véspera do feriado da Proclamação da República
Imagem: Daniel Sobral/Futura Press/Estadão Conteúdo

Thais Villaça

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/04/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Sem Parar, Veloe, ConectCar e Move Mais são as opções no mercado
  • Novidade é a chegada em breve da empresa Greenpass
  • Segundo a Artesp, 57% dos pagamentos nas rodovias de SP são automáticos

Boa notícia para quem não quer mais enfrentar filas enormes ou ficar caçando moedinhas para pagar os pedágios durante a viagem: mais uma empresa de cobrança automática deve chegar ao mercado ainda no primeiro semestre de 2019. A Greenpass já está autorizada a operar nas principais rodovias estaduais e federais do país, com o produto Taggy. Quinta credenciada a atuar nesse segmento, a empresa terá planos com diferentes perfis e espera chegar aos 2 milhões de usuários em dois anos de operação.

Segundo a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), o sistema automático já corresponde por 57% dos pagamentos em pedágios das rodovias do estado. O funcionamento é simples: basta colar o adesivo com a tag eletrônica no para-brisa do veículo, então assim que o motorista se aproximar da cancela ou do local onde há o sensor de leitura, a passagem é liberada.

Não é possível usar a tag em mais de um veículo, de acordo com as regras estabelecidas pela Artesp -- cada adesivo é cadastrado para funcionar apenas em uma placa. Além disso, quando o adesivo é retirado do para-brisa do veículo, fica automaticamente inutilizado, pois o chip é destruído.

O aumento da concorrência tem feito as operadoras diversificarem seus serviços, oferecendo mais vantagens aos seus clientes. Não apenas o pagamento do pedágio pode ser feito pelo tag de leitura automática, mas estacionamentos, postos de combustíveis e até uma lanchonete podem ter seus valores debitados na fatura do mês.

Conheça os serviços oferecidos pelas quatro operadoras credenciadas.

Sem Parar

Primeira a operar nesse segmento, a Sem Parar foi criada em 2000 e está presente em todas as rodovias pedagiadas do Brasil. Atualmente oferece serviços como estacionamentos em mais de mil pontos como shoppings, aeroportos, hospitais, hipermercados, entre outros, abastecimento em postos das redes Shell e Petrobras e até o pagamento do pedido feito no drive-thru do McDonald's, tudo com cobrança direto na fatura do cliente.

PLANOS

Há planos para vários perfis de uso, que partem de R$ 0,99 por dia. Existem também os planos com cobertura específica para estacionamentos, postos e drive-thrus a partir de R$ 4,99 por mês e o com cobertura ilimitada por R$ 24,99 ao mês.

O usuário pode ainda optar por um plano pré-pago, no qual o cliente escolhe o valor que será lançado no seu cartão de crédito ou conta corrente (R$ 50, R$ 100, R$ 150, R$ 200 ou R$ 250, sem taxa de administração).

Ao utilizar 70% do crédito, um novo lançamento automático é efetuado. Planos para frotistas partem de R$ 24,90 por veículo.

ConectCar

Em operação desde 2012, a ConectCar está presente em todas as rodovias pedagiadas do país. Oferece o serviço de pagamento de pedágio e está presente em mais de 250 estacionamentos, shoppings e aeroportos. O cliente também tem 5% de desconto no abastecimento em postos Ipiranga.

PLANOS

O plano Completo custa R$ 19,90 por mês -- não há taxa de adesão e as duas primeiras mensalidades são gratuitas. A recarga é automática no cartão de crédito, com valor pré-definido pelo usuário. Já o Urbano (ainda não disponível para São Paulo) tem mensalidade no valor de R$ 9,50 e foi criado para aqueles que preferem usar os serviços de estacionamento na cidade e até dois pedágios no mês (caso o limite seja ultrapassado, há uma taxa extra de R$ 16,50).

Também funciona por meio de recarga automática e há taxa de adesão de R$ 35. Em ambos os casos, o motorista recebe notificações no celular com valores e locais dos estacionamentos por onde passou. Para frotistas, o valor da mensalidade por veículo é de R$ 20,91 (passa para R$ 17,61 a partir de 51 veículos) e a taxa de adesão também é de R$ 35.

Move Mais

Também presente em 100% das rodovias pedagiadas do país, a Move Mais atua nesse mercado desde 2015. Ao contrário das outras operadoras, não oferece outros serviços, concentrando-se apenas no pagamento eletrônico das tarifas de pedágio. Por meio do aplicativo da empresa, é possível consultar o histórico de gastos, gerenciar contas e até receber avisos sobre renovação de seguro, da CNH, licenciamento e manutenção, por exemplo.

PLANOS

A grande vantagem é não haver mensalidade, com as opções pré-pago manual ou pré-pago automático. Em ambas, a taxa de adesão é de R$ 39,90. A diferença entre elas é que na primeira, o usuário coloca os créditos quando quiser, nos valores de R$ 50, R$ 100, R$ 150, R$ 200, R$ 250, R$ 300, R$ 350, R$ 400, R$ 450 ou R$ 500, sempre pelo cartão de crédito (a empresa cobra taxas administrativas de R$ 5 a R$ 22,40, dependendo do valor escolhido).

Esses créditos não expiram. Já no modo automático, a recarga é feita sempre que o saldo atingir 40% do valor pré-estabelecido. Há planos para frotistas que funcionam da mesma forma ou uma opção com mensalidades fixas de acordo com a necessidade da empresa. Em todos a taxa de adesão é a mesma, de R$ 39,90.

Veloe

A Veloe é a mais nova empresa a atuar nesse segmento, iniciando as operações em 2018. Se antes o alcance era mais limitado, recentemente a operadora passou a atender todas as rodovias pedagiadas do Brasil. Também oferece cobrança eletrônica em estacionamentos, shoppings, centros comerciais, laboratórios e hospitais. Por meio de um aplicativo no celular, é possível ativar a tag, acompanhar todas as transações, realizar recarga online, verificar o extrato de utilização, entre outros serviços.

PLANOS
O plano Total engloba pedágios e estacionamentos. A mensalidade é de R$ 18,90 (grátis nos três primeiros meses) e não cobra taxa de adesão. Já o plano Estrada, também sem taxa de adesão, contempla apenas os pedágios. Custa R$ 14,90 por mês (primeira mensalidade grátis) e é cobrada uma tarifa adicional de R$ 1,90 a cada uso em estacionamento ou shopping.

Em ambos os casos, a recarga é feita de forma automática pelo cartão de crédito. Para frotas, o valor é R$ 18,90 ao mês por veículo (R$ 16,90 a partir de 11 veículos). Recarga automática e isenção da mensalidade nos primeiros três meses também são oferecidas no plano empresarial.

Mais Mão na roda