Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Hyundai Caoa é marca mais bem avaliada na venda de carros novos; veja lista

Concessionária Hyundai Caoa em São Paulo (SP) - Murilo Góes/UOL
Concessionária Hyundai Caoa em São Paulo (SP)
Imagem: Murilo Góes/UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/04/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Pesquisa anual da J.D. Power aponta recorde geral de satisfação
  • Honda, Peugeot e Chevrolet também se destacaram
  • BMW novamente é a marca premium que mais satisfaz
  • Importância do vendedor no processo de compra cresceu
  • Pesquisa ouviu 4.630 donos de veículos zero-quilômetro

A Hyundai Caoa é a empresa mais bem avaliada na edição 2019 do SSI (Sales Satisfaction Index Study), pesquisa da consultoria J.D. Power que mede a satisfação dos clientes em relação à venda de veículos novos no Brasil. Na sétima edição do estudo realizada no país, a companhia, responsável pela produção local e venda dos SUVs Hyundai ix35 e New Tucson, bem como comercialização dos modelos importados da marca sul-coreana, garantiu a liderança com 871 pontos, em uma escala de 100 a 1.000. Segundo a consultoria, um recorde.

Dentre as marcas de volume, a Hyundai Caoa ficou à frente de Honda e Peugeot (859 pontos cada), Chevrolet (858) e Toyota (854), que foi a primeira colocada na edição de 2018, com 845 pontos -- a pontuação média das montadoras generalistas foi 839. Neste ano, a pesquisa entrevistou 4.630 proprietários de veículos zero-quilômetro, ouvidos entre 1 e 12 meses após a compra, de novembro de 2018 a fevereiro de 2019.

Veja as 16 fabricantes de alto volume mais bem avaliadas em 2019:

1. Hyundai Caoa (871 pontos)
2. Honda (859)
2. Peugeot (859)
3. Chevrolet (858)
4. Toyota (854)
5. Kia (850)
6. Hyundai Brasil (846)
7. Ford (845)
8. Volkswagen (830)
9. Jeep (829)
10. Citroën (828)
11. Mitsubishi (825)
12. Renault (818)
13. Fiat (817)
14. Nissan (815)
15. Caoa Chery (771)

Marcas "premium"

Pela segunda vez no país, o mesmo estudo elaborou ranking de satisfação específico para marcas de luxo. Novamente, a BMW ficou na ponta, com índice 883, seguida por Mercedes-Benz (879), Audi (858) e Volvo, que aparece pela primeira vez na lista, por conta do recorde de vendas no ano passado, com 852 pontos -- a pontuação média para o segmento foi 870. Igualmente, a avaliação das marcas premium nunca foi tão alta: a liderança da BMW em 2018 se deu com 818 pontos.

Veja as 5 fabricantes de luxo mais bem avaliadas em 2019:

1. BMW (883)
2. Mercedes-Benz (879)
3. Audi (858)
4. Volvo (852)
5. Land Rover (850)

Mercado "maduro"

"Dentre as marcas de volume, o recorde de satisfação dos clientes com o processo de compra do veículo demonstra maturidade do mercado brasileiro, com montadoras e concessionárias buscando cada vez mais melhorar o atendimento e a entrega do veículo. Os compradores também estão mais exigentes. O prazo de entrega, por exemplo, tem influência direta na satisfação. O índice de compradores que receberam o carro entre sete e oito dias foi 860 e após esse prazo a avaliação caiu sensivelmente, para 801 após 15 dias", analisa Fabio Braga, diretor de operações da J.D. Power Brasil.

O executivo destaca, além da liderança da Hyundai Caoa, o desempenho de Honda, Peugeot e Chevrolet, respectivamente quinta, sexta e décima colocadas no ano passado. "As três marcas subiram muitas posições de um ano para cá, demonstrando uma evolução consistente e sustentável na execução do processo de vendas".

Luxo x generalista

Quanto às fabricantes de luxo, em 2018 as fabricantes "premium" mais bem avaliadas pelos clientes tiveram índice inferior ao das chamadas marcas generalistas -- a então líder BMW pontuou 818, enquanto a Toyota liderou as marcas de volume com 845. Em 2019, a situação se inverteu: novamente na ponta, a montadora alemã teve índice 883, contra 871 da Hyundai Caoa. "Este ano, finalmente a satisfação dos clientes de montadoras de luxo descolou das marcas generalistas, especialmente em relação ao atendimento do vendedor e ao processo de negociação de preços, que ganharam mais importância à medida que essas marcas têm oferecido produtos relativamente mais acessíveis, na faixa de R$ 100 mil a R$ 200 mil", diz Braga.

Por falar em negociação, esse foi o atributo com maior peso no índice de satisfação este ano, em ambos os rankings, com 24%, seguido pelo processo de entrega (22%), vendedor (20%), instalações (18%) e test-drive, em último lugar, com 16%. Na pesquisa de 2018, os mesmos atributos tiveram diferente impacto na composição da nota: processo de entrega (24%), negociação (21%), test-drive (21%), instalações (18%) e vendedor (17%).

"A maior valorização do vendedor, que subiu do último para o terceiro lugar, acontece juntamente com a crescente importância da negociação de preços com o comprador, em um mercado que está em recuperação e cada vez mais competitivo, em busca de ocupar a capacidade ociosa nas fábricas. Explicar as opções de pagamento, dar desconto e cobrar preço justo são papéis do vendedor e têm importante impacto na satisfação geral".

Mais Seu Automóvel