PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Grandes homenagens prometem agitar a primeira noite do Carnaval de SP

Com o enredo sobre caminhoneiros, a Sociedade Rosas de Ouro realiza o terceiro e último ensaio técnico no sambódromo do Anhembi - Edson Lopes Jr./UOL
Com o enredo sobre caminhoneiros, a Sociedade Rosas de Ouro realiza o terceiro e último ensaio técnico no sambódromo do Anhembi Imagem: Edson Lopes Jr./UOL

Soraia Gama

Colaboração para o UOL

09/02/2018 04h00

A noite desta sexta-feira será marcada pelas homenagens a grandes nomes da música brasileira no desfile das escolas de samba de São Paulo.

A Unidos do Peruche enaltece os 80 anos de Martinho da Vila com a promessa de levar o sambista para a avenida. O grupo Fundo de Quintal, outro nome forte do samba, será reverenciado pela Mancha Verde, enquanto a Rosas de Ouro levará nomes do sertanejo, como Maiara e Maraisa para contar as aventuras dos heróis caminhoneiros. E claro, existe uma grande expectativa em torno da Acadêmicos do Tatuapé, a campeã de 2017, falando sobre as belezas do Maranhão.

Entre as surpresas da noite estão a estreia da Independente Tricolor no Grupo Especial, abrindo a pista, e a Tom Maior, a última a desfilar [já na manhã de sábado]. A Tom, que por pouco não foi rebaixada em 2017, chamou a atenção nos desfiles técnicos e mostrou que se organizou para conquistar uma boa colocação no campeonato.

Já a Acadêmicos do Tucuruvi, que perdeu grande parte das fantasias em um incêndio faltando um mês para o desfile, não receberá notas do júri da Liga e será uma espécie de “café com leite” no Carnaval 2018.

Acompanhe a ordem dos desfiles:

23h15 - Independente Tricolor
O primeiro desfile da noite será marcado pela estreia da Independente Tricolor no Grupo Especial. Com o enredo “Em cartaz: luz, câmera e terror... Uma produção independente!”, a escola vai colocar zumbis e personagens assustadores na Avenida. À frente dos ritmistas, a madrinha Sheila Mello, que também representa a rainha da bateria Helena Soares, internada por problemas no coração.

0h20 - Unidos do Peruche
A tradicional escola do bairro do Limão que homenageou Salvador e ficou em 11º no Carnaval de 2017 é a segunda a desfilar no Anhembi. Ela aposta suas fichas no forte nome de Martinho da Vila com o enredo “Peruche celebra Martinho – 80 anos do Dikamba da Vila”.  A rainha da bateria é Stephanye Cristine e a madrinha, Fran Terres.

1h25 - Acadêmicos do Tucuruvi
Após um incêndio que acabou com grande parte das fantasias, o desfile não terá julgamento por parte da Liga. Com o enredo “Uma noite no museu”, a escola que não volta para o desfile das campeãs desde 2014, quer levar para a avenida uma exposição a céu aberto, com musas da mitologia e personalidades históricas. Daniela Albuquerque desfila como rainha e Cintia Mello é a musa da bateria.

2h30 - Mancha Verde
A escola também aposta no samba para conquistar uma melhor colocação – em 2017 ficou em 10º lugar. O Fundo de Quintal, grupo formado em 1970 que tem entre seus sucessos a música “Amizade”, será homenageado com o enredo “A amizade. A Mancha agradece do fundo do nosso quintal”. Como rainha de bateria, Viviane Araújo faz seu 12º desfile na escola.

3h35 - Acadêmicos do Tatuapé
Um ano após conquistar o título inédito, a campeã do Carnaval 2017 apresenta o enredo “Maranhão. Os tambores vão ecoar na terra da encantaria”. A escola leva para a avenida as belezas da fauna e flora da região, os rituais religiosos, as festas populares... Andrea Capitulino é novamente a rainha da bateria, e a princesa é Priscila Araújo.

4h40 - Rosas de Ouro
A sexta escola a desfilar no Anhembi na sexta-feira vai enaltecer os caminhoneiros do Brasil com o enredo “Pelas estradas da vida. Sonhos e aventuras de um herói brasileiro”. A dupla sertaneja Maiara & Maraísa participou da gravação oficial do samba-enredo da escola e confirmou presença no desfile. Sérgio Reis e Roberta Miranda também marcarão presença. Ellen Rocche sai pela 11ª vez como rainha da bateria.

5h45 - Tom Maior
Para fechar a noite, a Tom Maior apresenta o enredo “O Brasil de duas Imperatrizes: de Viena para o novo mundo, Carolina Josefa Leopoldina; de Ramos, Imperatriz Leopoldinense”. O desfile destaca o protagonismo da mulher de Dom Pedro I na independência do Brasil.  A outra homenagem é para a escola oito vezes campeã do Carnaval carioca. Pamêlla Gomes desfila como rainha da escola e Andréia Gomes, como madrinha.

Serviço

Abertura dos portões: 19h
Serviço de vans: para pessoas com deficiência
Proibido entrar com: comida e bebida, garrafa de vidro ou plástico, armas, latas, fogos de artifício, bandeira com mastro, caixa térmica, guarda-chuvas e substâncias tóxicas
Leve: capa de chuva, documento de identidade e dinheiro trocado, se possível
Use: roupas e sapatos confortáveis
Crianças: Proibido menores de 5 anos
De 6 a 12 com pais ou responsáveis
13 a 17  com responsáveis maiores de idade

Mais informações no site da Liga SP https://ligasp.com.br/