PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Em maratona de Carnaval, Ailton Graça respira e transpira samba

Reportagem acompanhou "maratona" de Ailton Graça em dia de Carnaval - Francisco Cepeda/AgNews
Reportagem acompanhou "maratona" de Ailton Graça em dia de Carnaval Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

Janaína Nunes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/01/2018 04h00

O ator Ailton Graça, 53 anos, é um velho conhecido do Carnaval paulista. Já foi mestre-sala, passista, coreógrafo e desfilou em várias agremiações muito antes da fama. Sua rotina mudou um pouco nos últimos anos. Atualmente, ele comenta o desfile das escolas de samba na TV Globo, mas nem por isso deixa de curtir a folia.

Faltando 20 para o início do desfile em São Paulo, a reportagem viu Graça saindo de mansinho de um hotel que fica nos arredores do sambódromo. Vestia um elegante terno e um chapéu. Parecia apressado e suava muito. Tinha acabado de participar da Feijoada do Salgueiro, onde dançou com os integrantes da agremiação carioca e sua estrela, Viviane Araújo.

Ailton Graça e a amiga Viviane Araújo na feijoada do Salgueiro - Francisco Cepeda/AgNews - Francisco Cepeda/AgNews
Ailton Graça e a amiga Viviane Araújo na feijoada do Salgueiro
Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

"Acabo de sambar quase três horas e tenho de ir para o ensaio técnico das escolas", dizia ele ofegante aos fãs que tentavam um abraço, uma foto ou um aperto de mão. Eram quase 20h e o ator já estava no sambódromo desde as 11h.

"Chego cedo para ver as comissões de frente e os casais de mestre-sala e porta-bandeira treinando. É preciso muito ensaio para fazer bonito na avenida. Aquilo tudo é uma dança, né? E eu só posso comentar se conhecer tudo de perto. Venho a todos ensaios técnicos também", disse quase como um professor. A esta altura, Ailton já estava no samba há quase nove horas e, incrivelmente, não demonstrava cansaço nem sequer diminuiu o ritmo (para desespero de quem tentava acompanhá-lo).

Ao chegar na concentração do sambódromo, ele tomou fôlego e disparou: “Sou parte integrante do Carnaval de São Paulo. Vivo muito isso. Amo, me divirto e me informo”, explicou-se, enquanto se despedia.

Ailton Graça com fãs no Salgueiro - Francisco Cepeda/AgNews - Francisco Cepeda/AgNews
No meio da correria, o comentarista e sambista atende fãs que querem tirar fotos
Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

Sua relação de amor não é só com o Carnaval de São Paulo. Graça é mangueirense e tem uma paixão pelo Salgueiro. “Vim na feijoada porque sou amigo da Vivi Araújo, fui acolhido pela escola e admiro muito a Regina (Celi, presidente da agremiação)."

Falar de trabalho (na arte de interpretar) com Graça nesta época não é lá uma boa ideia. Ele tem olhos somente para a folia. Este ano, deve estrelar uma peça, começar a rodar um filme e se dedicar ao projeto de interpretar Mussum nos cinemas, mas já era tarde. Não dava tempo de arrancar mais nada. O ator precisava acompanhar o desfile da Imperador do Ipiranga que já estava na passarela. Com mais duas escolas ainda por vir no ensaio técnico, Ailton só conseguiria deixar o local após as 23h.

Foram 12 horas de trabalho e folia. “E ainda tem o Rio de Janeiro. Será essa correria até o fim do Carnaval. Não sei quanto, mas acho que só hoje perdi alguns quilinhos”, contou ele pouco antes de ser “perder” no sambódromo, lugar que mais parece sua casa.