PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Rita Cadillac foge de polêmica e se prepara para "maratona" no Carnaval

Rita Cadillac desfilará pela Rosas de Ouro e Grande Rio no Carnaval 2018 - Instagram/Reprodução
Rita Cadillac desfilará pela Rosas de Ouro e Grande Rio no Carnaval 2018 Imagem: Instagram/Reprodução

Janaína Nunes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/01/2018 18h17

A incansável Rita Cadillac não para. Antes de desfilar pela Grande Rio no domingo (11/2), que fará uma homenagem a Chacrinha, a ex-chacrete surgirá como musa dos cabarés na Rosas de Ouro, em São Paulo, na madrugada de sábado (10/2). O carro será uma referência à “Boate Azul”, tema musical que marcou muito a vida dos caminhoneiros, enredo da escola do Limão, nas estradas do país.

"Há algum anos decidi curtir o Carnaval na praia. Mudei agora de ideia porque o enredo da Rosas tem tudo a ver comigo. Já fui rainha dos caminhoneiros e venho no carro do cabaré que tem tudo a ver com a estrada. Já a Grande Rio vai homenagear o homem que considero como pai. Não tinha como faltar. Não posso jogar as oportunidades ao vento”, conta.

A eterna chacrete Rita Cadillac marca presença no Carnaval de Recife, em Pernambuco - Fê Juarez Ventura/UOL - Fê Juarez Ventura/UOL
Grande Rio vai homenagear Chacrinha na Sapucaí
Imagem: Fê Juarez Ventura/UOL

Rita desfilará na madrugada de sábado (10) em São Paulo e na madrugada de domingo no Rio, além disso será musa do camarote da Grande Rio. “Será puxado, mas adoro essas encrencas! Estou com 63 anos. Amém! Mas tenho 15 anos de cabeça. Sou meio robozinho. Ficarei numa ponte aérea enlouquecedora porque tenho de estar nos ensaios”, brinca.

“Não quero e nem tenho o que falar disso. Não posso falar pelas outras. Só por mim. Estou plena! E fora de confusão”, disse Rita Cadillac sobre ex-chacretes não convidadas para desfile

Ex-chacretes fora do desfile

Em busca de diversão e longe das polêmicas, Rita evita falar, por exemplo, sobre fato das outras chacretes terem sido ignoradas pela diretoria da Grande Rio. “Não quero e nem tenho o que falar disso. Recebi o convite direto do Leleco (filho de Chacrinha e ex diretor de seu programa). Não posso falar pelas outras. Só por mim. Estou num momento muito feliz da vida. Estou plena! E fora de confusão”, completa.

“Nunca dei espaço para assédio”

Pelo que diz, a ex-chacrete foge de confusão há algum tempo. Antenada com a onda de denúncias de assédio nos bastidores de Hollywood e no Brasil, Rita aplaude o movimento. “A verdade é que o assédio sempre existiu. A diferença é que melhor não tinha força nem apoio para denunciar isso. Hoje, as coisas estão mudando. No meu caso, sempre barrava a menor tentativa de aproximação indesejada. Existe a diferença entre assédio e a paquera. Até mesmo a paquera eu procurava evitar e fui respeitada por isso”, afirma.