PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Com Alcione, Gil e Martinho, escolas de SP miram em homenagens no Carnaval

Alcione será homenageada pela Mocidade Alegre - Reprodução
Alcione será homenageada pela Mocidade Alegre Imagem: Reprodução

Soraia Gama

Colaboração para o UOL

01/01/2018 15h20

O Carnaval deste ano começa mais cedo (9/2) e tem como forte marca homenagens à música brasileira. Além de grandes nomes do samba, como Martinho da Vila, Fundo de Quintal e Alcione, tem também a MPB de Gilberto Gil e a música caipira, com nomes tradicionais do sertanejo de raiz.

Também não vão faltar temas que falem do cinema de terror, da origem dos museus e assuntos atuais, como desigualdade social e impunidade. Escolas paulistanas também levarão para a avenida famosos ditados populares e uma homenagem dupla: Imperatriz Leopoldina e Imperatriz Leopoldinense, escola do Rio de Janeiro.

Os caminhoneiros que viajam pelo Brasil afora serão lembrados, assim como as belezas do Maranhão e mitologia indígena. E para sair um pouco das nossas fronteiras, o México e seu querido seriado ”Chaves” também passarão pelo Sambódromo do Anhembi.

Sexta-feira

Independente Tricolor
O primeiro desfile da noite será marcado pela estreia da Independente Tricolor no Grupo Especial. Com o enredo “Em cartaz: luz, câmera e terror... Uma produção independente!”, a escola vai colocar muitos zumbis e personagens assustadores na avenida.

Unidos do Peruche
A tradicional escola do bairro do Limão, que homenageou Salvador e ficou em 11º no Carnaval de 2017, é a segunda a desfilar no Anhembi. Ela aposta suas fichas no forte nome de Martinho da Vila com o enredo “Peruche celebra Martinho – 80 anos de dikamba da Vila”.

Acadêmicos do Tucuruvi
Com o enredo “Uma noite no museu”, a escola que não volta para o desfile das campeãs desde 2014 vai levar para a avenida uma exposição a céu aberto, com musas da mitologia e personalidades históricas. A atriz Mariana Xavier foi coroada madrinha da ala Plus Size

Mancha Verde
A escola também aposta no samba para conquistar uma melhor colocação – em 2017 ficou em 10º lugar. O Fundo de Quintal, grupo formado em 1970 que tem entre seus sucessos a música “Amizade”, será homenageado com o enredo “A amizade. A Mancha agradece do fundo do nosso quintal”.

Acadêmicos do Tatuapé
Um ano após conquistar o título inédito, a campeã do Carnaval 2017 apresenta o enredo “Maranhão. Os tambores vão ecoar na terra da encantaria”. A escola leva para a avenida as belezas da fauna e flora da região, os rituais religiosos e as festas populares.

Rosas de Ouro
A sexta escola a desfilar no Anhembi na sexta-feira vai enaltecer os caminhoneiros do Brasil com o enredo “Pelas estradas da vida. Sonhos e aventuras de um herói brasileiro”. A dupla sertaneja Maiara & Maraísa participou da gravação oficial do samba-enredo da escola, mas ainda não confirmou presença no desfile.

Maiara e Maraísa  - César Alves/Globo - César Alves/Globo
Maiara & Maraísa estão no samba-enredo da Rosas de Ouro
Imagem: César Alves/Globo

Tom Maior
Para fechar a noite, a Tom Maior apresenta o enredo “O Brasil de duas Imperatrizes: de Viena para o novo mundo, Carolina Josefa Leopoldina; de Ramos, Imperatriz Leopoldinense”. O desfile destaca o protagonismo da mulher de Dom Pedro I na Independência do Brasil. A outra homenagem é para a escola oito vezes campeã do Carnaval carioca.

Sábado

X-9 Paulistana
Atual campeã do Grupo de Acesso, a X-9 celebra a volta ao Grupo Especial cantando os ditados populares. O próprio nome do enredo faz referência ao Carnaval e à trajetória da escola. Afinal, “A voz do samba é a voz de Deus. Depois da tempestade vem a bonança”.

Império de Casa Verde
Na contramão das homenagens, a escola do Tigre Guerreiro optou por uma provocação e reflexão sobre a sociedade em que vivemos. “O povo, a nobreza real” vai abordar temas atuais da realidade brasileira, como desigualdade, impunidade, liberdade e insatisfação do brasileiro.

Mocidade Alegre
A Mocidade Alegre faz um tributo à cantora Alcione com o enredo “A voz marrom que não deixa o samba morrer”. Além da trajetória da artista, a Morada fará referências ao Maranhão, terra natal de Alcione, e à Mangueira, escola do coração da homenageada.

Vai-Vai
Os 55 anos de carreira de Gilberto Gil vão embalar o desfile da Vai-Vai, maior campeã do Carnaval paulistano, no enredo “Sambar com fé eu vou!”. Um dos destaques promete ser a estreia de Grazzi Brasil, ex-The Voice, única mulher entre os intérpretes oficiais das escolas de São Paulo.

Gilberto Gil observa folia pré-Carnaval em Salvador do alto de seu camarote, o Expresso 2222 - Francisco Cepeda/AgNews - Francisco Cepeda/AgNews
Carreira de Gilberto Gil será lembrada pela Vai-Vai
Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

Gaviões da Fiel
Guarulhos como você nunca viu. Essa é a proposta da Gaviões da Fiel com o enredo “Guarus – Na aurora da criação, a profecia Tupi... Prosperidade e paz aos guerreiros de Rudá”. A escola corintiana se baseia em uma lenda indígena para homenagear o segundo maior município de São Paulo.

Dragões da Real
Vice-campeã em 2017 e aparecendo nos últimos anos com grande destaque no Carnaval, a Dragões busca o título inédito apostando em um enredo bem brasileiro. “Minha música, minha raiz! Abram a porteira para essa gente caipira e feliz” leva para a avenida a história e o estilo sertanejo. Sérgio Reis participou da gravação oficial do samba e Roberta Miranda foi coroada embaixadora do enredo. Os dois estão confirmados para o desfile.

Vila Maria
Com o enredo “Aproveitam-se de minha nobreza, você não soube, não te contaram? Suspeitei desde o princípio. Não contavam com minha astúcia. Arriba Vila, Arriba México, Arriba Bolaños!”, a Unidos da Vila Maria encerra a segunda e última noite de desfiles dando um salve ao México e ao Chaves – personagem eternizado pelo ator mexicano Roberto Gómez Bolaños (1929 – 2014).