PUBLICIDADE
Topo

CarnaUOL

"À frente da bateria, me sinto como Iansã", diz Camila Silva da Vai-Vai

Felipe Abílio

Do UOL, em São Paulo

24/01/2017 04h00

"Desde pequena sonhava em ser rainha." Assim Camila Silva, rainha de bateria da Vai-Vai, começou a entrevista quando foi questionada em que momento soube que o Carnaval entraria de vez na sua vida. "Só não sabia que chegaria tão longe", disse orgulhosa.

Há nove anos à frente da bateria da escola de samba paulistana, Camila chegou de outra comunidade, mas hoje é tida como a grande inspiração para as meninas que frequentam a quadra da Vai-Vai. Durante os ensaios todo mundo quer tirar foto, pergunta do cabelo, da dieta, da boa forma, inclusive as pequenas passistas.
 
"Me vejo nessas crianças e é uma honra enorme ver que as elas se inspiram em mim. Porque é sincero, criança não mente. Na comunidade, não sabia como seria quando cheguei, mas hoje tenho carinho por todos da Vai Vai."
 

De série da Globo à avenida

Por sua história no Carnaval, surgiu o convite para interpretar a personagem Pau Mulato, na série "Dois Irmãos", em que protagonizou cenas quentes com Cauã Reymond. A participação foi breve, e Camila diz que não pretende voltar a aparecer na TV tão cedo - só nas vinhetas de Carnaval. "Quero continuar a carreira de atriz, mas antes vou estudar. A oportunidade de fazer 'Dois Irmãos' foi incrível, mas quero me aperfeiçoar para dar continuidade a isso."

No sambódromo do Anhembi, Camila vai surgir com um corpo diferente do que o público está acostumado. "Estou mais magrinha. Acho que fica mais bonito, mais curvas. Estou malhando bastante e fazendo aula afro de dança", revela.

Com o samba-enredo "No Xirê do Anhembi, a Oxum Mais Bonita Surgiu... Menininha, Mãe da Bahia - Ialorixá do Brasil", a atriz posou para as fotos do UOL nas belas paisagens do Santuário Nacional de Umbanda, em São Bernardo do Campo, e ao avistar seu orixá Iansã, falou sobre sua influência na vida e na avenida. 

"Iansã era uma guerreira, forte e é isso que ela me traz para a vida, essa força, essa garra. Na avenida também me sinto assim quando estou à frente da bateria."

 

 
Figurino e acessórios: Sol de Arruanda

Produção e beleza: Luiz Martins
Assistente de fotografia: Fernanda Schimidt

Agradecimentos: Santuário Nacional da Umbanda